Drama chega ao fim e basquete brasileiro está na Olimpíada do Rio

A Federação Internacional de Basquete aceitou a proposta da Confederação Brasileira, que aceitou pagar uma dívida referente à participação no Campeonato Mundial do ano passado.

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou hoje que o Brasil terá convite para disputar as competições masculina e feminina de basquete nos Jogos Olímpicos do Rio. A entidade aceitou a proposta da Confederação Brasileira (CBB) que deve pagar uma dívida referente à participação da seleção masculina no Campeonato Mundial do ano passado. A confirmação das vagas foi protelada ao limite pela Fiba, como forma de pressionar o Brasil a pagar a “doação” oferecida à entidade, em 2014, e que valeu à seleção masculina um convite para jogar o Mundial, uma vez que o time não se classificou na quadra.

Neste domingo começa o Pré-Olímpico das Américas no feminino, no Canadá, e o Brasil, até poucas horas antes da estreia contra a Venezuela, não sabia se precisaria vencer a competição, para estar nas Olimpíadas.De acordo com um comunicado emitido pela Fiba, a decisão da concessão do convite foi tomada neste domingo, pelo Comitê Executivo da entidade, reunido em Tóquio. “A decisão foi tomada baseada no fato de o Brasil ter rica história esportiva no basquete e da garantia, da CBB, de usar seus melhores atletas no Rio”, disse a Fiba.

A confederação brasileira não explicou como fará para pagar a dívida, que é de cerca de 2 milhões de reais. A entidade recentemente firmou um convênio de mais de 7 milhões com o Ministério do Esporte, apenas para a preparação da seleção masculina, visando a Olimpíada. Em nota, a Fiba informou apenas que a “CBB, apoiada por seus patrocinadores e pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), firmou o compromisso de pagar o débito”. A entidade é patrocinada pela Nike e pelo Bradesco.

No masculino, a participação nos Jogos do Rio será a 15.ª da seleção brasileira, que tem três medalhas de bronze: 1948 (Londres), 1960 (Roma) e 1964 (Tóquio). O time ficou sem ir às Olimpíadas entre 1996 e 2012. Já no feminino será a sétima participação consecutiva. A primeira participação do Brasil nos Jogos foi em Barcelona (1992) e, desde então, o país sempre esteve na Olimpíada. Ganhou prata em 1996 (Atlanta) e bronze em 2000 (Sydney).