Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Do anonimato à glória em um voleio: Wendell Lira, o vencedor do prêmio Puskás

O brasileiro desbancou Lionel Messi, do Barcelona, e Alessandro Florenzi, da Roma

O brasileiro Wendell Lira se emociona após receber o Prêmio Puskás, de gol mais bonito do mundo em 2015

O brasileiro Wendell Lira se emociona após receber o Prêmio Puskás, de gol mais bonito do mundo em 2015 (VEJA)

O improvável aconteceu e um sonho se tornou realidade para o brasileiro Wendell Lira no evento de gala da Bola de Ouro da Fifa, em Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira: o atacante do Vila Nova-GO, de 27 anos, conquistou o prêmio Puskás 2015, dado ao gol mais bonito do ano, batendo ninguém menos do que o craque argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o lateral Alessandro Florenzi, da Roma.

Emocionado, Wendell recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador japonês Hidetoshi Nakata, agradeceu à sua família e aproveitou o púlpito para proclamar uma passagem bíblica, simbólica para seu feito histórico: “Quando Golias apareceu, todo mundo olhava para ele e falava ‘ele é muito forte, muito grande, não tem como ganhar dele. E Davi, quando olhou pra Golias, disse: ‘ele é muito grande, não tem como errar’. É assim que devemos lidar com nossos problemas diários”.

Ele se tornou o segundo brasileiro a faturar o prêmio criado em homenagem ao jogador húngaro Ferenc Puskás, falecido em 2006 – Neymar ganhou o troféu em 2011. Na votação final, Wendell Lira ficou com 46,7%, à frente de Messi, com 33,3% e Florenzi, com 7,1%.

O golaço, escolhido por votação popular no site da Fifa, foi feito em 11 de março, quando Wendell jogava pelo Goianésia, na vitória de 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense no Campeonato Estadual. Ele marcou o primeiro gol daquela partida após uma linda troca de passes: o meia Da Matta recebe a bola, toca por cima dos zagueiros, deixando o então atacante do Goianésia de frente para o goleiro; com um voleio certeiro na entrada da área, Wendell faz o gol que o tiraria do anonimato no futebol.

Quando foi anunciado que seu gol estava entre os 10 pré-selecionados ao Puskás, Wendell estava sem clube – havia acabado de rescindir contrato com o mineiro Tombense. Logo após ser escolhido entre os três finalistas, contou ao site de VEJA que o assédio em Goiânia era grande – estava sendo tratado nas ruas como uma celebridade. Com seu nome estampado no site da Fifa e na imprensa mundial, Wendell Lira foi contratado pelo atual campeão da Série C, Vila Nova, como o principal reforço para esta temporada.

Carreira – Wendell Lira foi revelado pelo Goiás, em 2006, e desde lá passou por Atlético Sorocaba, Fortaleza, Goianésia e Tombense e pelas categorias de base da seleção brasileira. O jogador não atuou com a camisa do Vila Nova na campanha do título nesta temporada, pois já havia jogado pelo Tombense no torneio.

Leia também:

Bola de Ouro: Neymar aparece de chapéu e Messi veste smoking discreto

Messi diz que trocaria todas as bolas de ouro por uma Copa do Mundo

Wendell Lira

Único brasileiro na lista, o atacante que atuava pelo Goianésia E.C. fez o golaço na partida contra o Atlético Goianiense. Hoje, Wendell atua pelo Vila Nova, de Goiás

Lionel Messi

O camisa 10 do Barcelona anotou o belo gol contra o Athletic Bilbao

Alessandro Florenzi

O meio-campista da Roma acertou o chute do meio de campo contra o Barcelona