Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretor da Mercedes promete som agradável dos motores V6

A preocupação com relação ao ronco dos novos motores V6 pode deixar de existir segundo o diretor de propulsores da escuderia Mercedes, Thomas Fuhr. O especialista garante que os novos modelos irão emitir um som agradável ao público que acompanha a Fórmula 1, quando forem adotados.

O motor de seis cilindros será imposto a maior categoria do automobilismo em 2014, substituindo o tipo V8, que é utilizado hoje pelos carros da Fórmula 1. Essa não será a primeira vez que haverá mudança nos propulsores padrões. Em 2006, o motor V10 foi substituído pelo V8.

A troca de modelos ocorrida anos atrás causou uma mudança no barulho dos carros, que se tornou mais brando. Em vista disso, os fãs do esporte temem pelo novo som emitido pelo tipo V6, mas se depender de Thomas Fuhr não há motivos para preocupações, ao menos nas máquinas da Mercedes.

‘Com o limite de 15 mil rpm, os motores vão ter um som ótimo’, assegurou o diretor ao diário italiano Tuttosport. ‘Com os seis canos de escape terminando em uma só saída, no turbo, penso que o som será bem legal’, opinou Fuhr.

Apesar das palavras de Thomas Fuhr, os torcedores ainda têm incertezas quanto aos novos motores, que gerou muitas críticas dentro da Fórmula 1 em razão do barulho atenuado. Grande parte dos organizadores dos circuitos utilizados pela Fórmula 1 ameaçou uma greve, no entanto não se passou de uma ameaça.

Bernie Ecclestone, considerado a maior autoridade dentro da Fórmula 1, também foi contra a medida anunciada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e ameaçou até mesmo processar a organização. ‘Os promotores acreditam que estes novos motores vão tirar aquilo que as pessoas querem quando vão às corridas de Fórmula 1 e, por isso, eles não vão poder vender ingressos e nos pagar. Podemos ter de processar a FIA’, disse na época do anúncio.