Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Depois de temporal, França vence Ucrânia por 2 a 0 e derruba tabus

Donetsk, 15 jun (EFE).- Em jogo que chegou a ser interrompido pela chuva por quase uma hora, a França precisou de dois minutos para derrotar a Ucrânia por 2 a 0, nesta sexta-feira, em Donetsk, pela segunda rodada do grupo D da Eurocopa.

Depois do temporal, o duelo só esquentou no segundo tempo, quando Benzema deu duas belas assistências para colocar os ‘Bleus’ na frente. Aos oito minutos, o atacante do Real Madrid deu passe para gol de Ménez e aos 10, foi a vez de servir Cabaye, que fechou o placar.

Essa foi a primeira vez que a França venceu uma partida de fase final da Eurocopa sem ter Michel Platini ou Zinedine Zidane entre seus titulares. Além disso, valeu a quebra de jejum de oito jogos sem vencer um jogo entre partidas do torneio continental e Copa do Mundo. A última vitória foi contra Portugal, por 1 a 0, nas semifinais do Mundial da Alemanha, em 2006.

A vitória colocou os franceses na liderança do grupo D, com quatro pontos ganhos. Os ucranianos estão na segunda posição, provisoriamente, com três. A Inglaterra é a terceira com um ponto e a Suécia é a última, sem pontuar. Essas duas últimas fecham a segunda rodada se enfrentando, às 16h (horário de Brasília), no Estádio Olímpico de Kiev.

A Ucrânia entrou em campo com a mesma escalação que estreou na Eurocopa contra os suecos, capitaneados pelo artilheiro e craque Shevchenko. A França, por sua vez, apresentava duas mudanças: Clichy e Ménez ganharam a posição de Evra e Malouda.

O jogo começou com chuva, que aumentou muito nos minutos iniciais da partida. Em meio ao temporal que desabou em Donetsk, alagando gramado, aos quatro minutos, o árbitro holandês Björn Kuipers decidiu suspender o jogo.

Foram 54 minutos de paralisação, até que fossem verificadas as plenas condições do palco da partida. Após o reinício, o ritmo começou lento. A emoção apareceu apenas aos 16, quando Ribéry e Benzema tabelaram e o atacante do Real Madrid servisse Ménez para o meia balançar as redes. Contudo, o árbitro anulou corretamente o lance, marcando impedimento.

Os franceses seguiram tentando agredir, sempre com o trio Ribéry, Ménez e Benzema. Contudo, quem apareceu bem foi o goleiro ucraniano Pyatov, que fez, pelo menos, três grandes defesas na etapa inicial. Enquanto isso, os donos da casa tentavam agredir, sempre explorando as jogadas pelos lados do campo, para encontrar Shevchenko na área.

Depois de 45 minutos mornos, a França precisou de 10 para colocar fogo no jogo na segunda etapa. Aos oito, veio o primeiro golpe, quando Benzema achou Ménez livre entrando na área. O meia do Paris Saint Germain não deu chance para Pyatov e abriu o placar.

Logo em sequência, Benzema voltou a mostrar que estava afiado nas assistências e lançou Cabaye, que da entrada da área bateu cruzado para marcar o segundo dos ‘Bleus’.

O gol abalou os anfitriões, que não conseguiram mais se encontrar na partida. Os franceses, por sua vez, ficaram perto do terceiro, quando Cabaye acertou forte chute na trave esquerda de Pyatov, aos 20 minutos da segunda etapa.

Nos minutos finais, a luta ucraniana não teve resultado. Na França, o técnico Laurent Blanc aproveitou para poupar jogadores como Ménez e Benzema, visando a última partida da equipe na primeira fase da Eurocopa, contra a Suécia, na terça-feira, em Kiev.

Ficha técnica:.

Ucrânia: Pyatov; Selin, Khacheridi, Mikhalik e Gusev; Konoplyanka, Tymoschuk, Yarmolenko (Aliev) e Nazarenko (Milevskiy); Shevchenko e Voronin (Devic). Técnico: Oleg Blokhin.

França: Lloris; Debuchy, Rami, Mexès e Clichy; Cabaye (M’Vila), Alou Diarra, Menez (Martin) e Ribéry; Nasri e Benzema (Giroud). Técnico: Laurent Blanc.

Arbitragem: Björn Kuipers (Holanda), auxiliado por seus compatriotas Sander van Roekel e Erwin Zeinstra.

Cartões amarelos: Selin e Tymoshuk (Ucrânia); Mexes, Debuchy e Menez (França).

Gols: Ménez e Cabaye (França).

Estádio: Donbass Arena, em Donetsk (Ucrânia). EFE