De volta ao Corinthians, Cristian diz que repetiria gesto obsceno contra o São Paulo

Primeira passagem do volante ficou marcada por ofensa ao rival

O volante Cristian, de 31 anos, foi apresentado como principal reforço do Corinthians para a temporada, no CT do Parque Ecológico, nesta segunda-feira. Ele não atua desde setembro, quando rescindiu contrato com o Fenerbahce, da Turquia, onde passou as últimas cinco temporadas. Apesar disso, ele se diz preparado fisicamente e ansioso para reencontrar a torcida que o idolatrou durante sua primeira passagem. “Sou corintiano, dei a minha palavra que iria voltar. Nesse período que fiquei parado treinei todo dia em dois períodos, não tive Natal e Ano-Novo”, contou o volante.

Leia também:

Em crise financeira, futebol brasileiro tem mercado morno

Grêmio se reúne com clubes pela volta do mata-mata

Time mais brasileiro da Europa, Shakhtar confirma 5 amistosos no Brasil

Cristian conquistou três títulos pela equipe paulista entre 2008 e 2009: o Brasileirão da Série B, o Paulistão e a Copa do Brasil. Ele fez oito gols em 51 partidas, mas um deles ficou eternizado em sua primeira passagem: na semifinal do estadual de 2009, ele marcou, aos 47 minutos do segundo tempo, o gol da vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o São Paulo, no jogo de ida, no Pacaembu. Na comemoração, Cristian correu em direção à torcida adversária e fez gestos obscenos. Passados quase seis anos, Cristian ainda sorri ao lembrar de sua atitude e garante não se arrepender.

“Não me arrependo do gesto, foi do jogo, era um momento único, no último minuto. Se acontecesse hoje eu faria de novo. Não tendo violência ou briga acho que não atrapalha ninguém.” Ele, no entanto, reforçou que, antes de pensar em um reencontro com o São Paulo na primeira fase da Libertadores, o Corinthians precisa se concentrar no duelo válido pela fase preliminar da competição continental. “O primeiro passo é passar do Once Caldas e só depois pensar no São Paulo, mas não tem como não lembrar daquele gol”. Caso elimine a equipe colombiana, o Corinthians cairá no Grupo 2 da Libertadores, ao lado do uruguaio Danubio, do argentino San Lorenzo e do São Paulo. A estreia seria justamente contra o rival paulista, no Itaquerão.

(Com Estadão Conteúdo)