De saída, Pepe critica Zidane e diretoria: ‘Não foram corretos’

Zagueiro brasileiro naturalizado português se despediu do Real Madrid depois de dez anos, magoado com o tratamento que recebeu nesta temporada

A vitoriosa passagem de Pepe pelo Real Madrid chegou ao fim. Titular do campeão europeu durante a maior parte de seus dez anos de clube, o zagueiro brasileiro naturalizado português confirmou que não permanecerá no clube. “É claro que não vou continuar no Real Madrid”, disse, em entrevista à rádio espanhola Cope nesta segunda-feira. O jogador de 34 anos fez críticas à diretoria e ao técnico Zinedine Zidane

Pepe ganhou 13 grandes títulos pelo Real Madrid, incluindo três Ligas dos Campeões e três títulos do Campeonato Espanhol, mas perdeu espaço com o técnico francês nos últimos meses. As lesões e a preferência de Zidane por Raphael Varane e Nacho Fernandez fizeram o português a disputar apenas 18 partidas na temporada 2016/2017.

“Eu tomei a decisão em janeiro, quando as coisas não estavam indo bem. Vi que o tratamento do clube comigo não era o ideal”, disse Pepe. “A política do clube é não oferecer aos jogadores com mais de 33 anos contratos de dois anos. Então eles só me ofereceram um. Existem maneiras de negociar, mas dessa forma não estava certo”.

Pepe ainda deixou claro que preferiu trabalhar com o antecessor de Zidane, o espanhol Rafa Benítez, apesar de todos os êxitos do francês em seus 18 meses de clube. “Eu gostei da sinceridade de Benítez, me identifiquei com ele porque é uma pessoa direta e honesta”, disse Pepe. “O que (Zidane) fez com o Real Madrid tem sido espetacular, mas há coisas que não entendo, que não posso explicar. Não sei por que desapareci da equipe”.

O contrato de Pepe com o Real Madrid vai expirar em 30 de junho e seu provável destino é o Paris Saint-Germain, segundo os principais jornais da Europa. O Milan e clubes chineses também demonstraram interesse pelo jogador, que no ano passado foi titular do Real e da seleção portuguesa nas conquistas da Liga dos Campeões e da Eurocopa, respectivamente.

Pepe reconheceu que sua reputação ficou manchada pelo incidente com o meio-campista Javier Casquero do Getafe em 2009, quando ele chutou e pisou o adversário no chão, recebendo uma suspensão de dez jogos. “O que aconteceu contra o Getafe marcou minha carreira, me definiu na Espanha. As pessoas ficaram com essa imagem, e o que eu fiz foi muito feio”.

Ainda assim, Pepe assegurou que vai levar muitas lembranças positivas da sua passagem. “Estou muito orgulhoso dos anos que passei neste clube, dando o meu coração e minha alma. Eu terminei minha passagem pelo Real Madrid dando tudo o que eu tinha”.

El día llego… El 12 de julio de 2007 llegue al Real Madrid con la ilusión de un niño que llegaba donde había soñado todos los días de su infancia. Hoy , 10 años después , me toca despedir y dejar de vestir este escudo. Todos , pero todos los días que vestí está camiseta , lo hice con la ilusión de siempre ! Hoy solo puedo dar las gracias a todos vosotros que me habéis apoyado, que habéis escrito comigo esta bonita historia. Gracias a cada uno de vosotros que me habéis acompañado. Gracias a todos los amigos y compañeros que sé que se quedarán allá donde vaya. Me despido también de esta ciudad, que ha visto nacer y crecer a mis hijas. Me siento muy feliz por lo que he conseguido y llevaré vuestro cariño en el corazón ! Y lo vuelvo a decir …. lo mejor de estos 10 años ??? Entrenar cada día , convivir con todos y cada uno de los empleados de este club … Pisar el Santiago Bernabéu y sentir vuestro apoyo siempre fue mágico! En mi corazón guardo vuestro cariño , y este sentimiento de deber cumplido … El Real Madrid y vuestro cariño siempre harán parte de mi Historia , de mi vida ! Gracias y Hasta Siempre ! Pepe 6 Junio 2017

A post shared by Pepe (@official_pepe) on

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. hildo molina

    deveria agradecer e calar a boca dividir o dinheiro com os craques que carregaram o piano para fazê-lo vencedor, não joga nada, com o pessoal que ele foi campeão, eu seria e qualquer zagueirinho meia boca seria.

    Curtir