Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Daniel Dias, o ‘Phelps brasileiro’, conquista primeiro ouro

Em Pequim-2008, ele faturou 9 medalhas. Nesta quinta, bateu recorde mundial

Antes de Daniel, Andre Brasil e Michele Ferreira já tinham conquistado medalhas para o Brasil nesta quinta-feira

O nadador Daniel Dias, principal atleta do Brasil nos Jogos Paralímpicos, confirmou seu favoritismo e conquistou sua primeira medalha de ouro nesta quinta-feira, nos 50 metros nado livre. Porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de abertura, na quarta, Dias venceu com folga e quebrou o recorde mundial da prova: 32.05s. Outro grande campeão paralímpico brasileiro, Clodoaldo Silva, ficou em quinto lugar na final, disputada no Centro Aquático do Parque Olímpico de Londres. Foi a terceira medalha do Brasil neste primeiro dia de Paralimpíada. Daniel Dias já era recordista mundial de quatro provas diferentes. Na última Paralimpíada, ele trouxe nove medalhas para o Brasil.

Leia também:

Leia também: As diferenças e semelhanças com a Olimpíada

Pódios – A delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos de Londres iniciou a competição repetindo conquistas obtidas pelo país no primeiro dia da Olimpíada. Assim como nos Jogos encerrados no último dia 12, o primeiro pódio foi do judô – na Olimpíada, de Felipe Kitadai, e na Paralimpíada, de Michele Ferreira. Horas depois, o nadador Andre Brasil repetiu Thiago Pereira e conquistou uma medalha de prata numa prova de nado medley – os 200 metros na categoria SM10. Ele completou a prova em 2m12s36, contra os 2m10s01 do canadense Benoit Huot, novo recordista mundial. Andre disputa mais sete provas, e tem chance de medalhas em todas. Em Pequim-2008, ele subiu cinco vezes ao pódio.

VEJA nas Olimpíadas: Heróis dos Jogos Paralímpicos

A primeira medalha brasileira veio com a judoca Michele Ferreira. Ela ficou com o bronze na categoria até 52 quilos, depois de vencer por W.O. a francesa Sandrine Martinet. Michele foi derrotada na estreia pela russa Alesia Stepaniuk. Conseguiu se recuperar na luta seguinte, venceu a turca Gulhan Kilic e avançou para a disputa da medalha de bronze, quando ficou sem adversária. O Brasil teve a chance de conquistar outra medalha na mesma modalidade, mas a judoca Karla Ferreira, da categoria até 48 quilos, foi derrotada na disputa pelo bronze. Karla era uma das favoritas na disputa, pois acumula duas medalhas de prata no currículo: Atenas-2004 e Pequim-2008.

(Com agência Gazeta Press)