Dana White não confirma adversário de Anderson Silva

Chris Weidman nocauteou Muñoz, mas presidente espera por Hector Lombard

A luta desta quarta-feira poderia garantir o próximo desafiante de Anderson Silva, mas o presidente do UFC, Dana White, se mostrou impressionado com o resultado e não confirmou o confronto. Em evento realizado na Califórnia, nos EUA, o favorito Mark Muñoz foi nocauteado pelo americano Chris Weidman. “Muñoz é o terceiro melhor da categoria, Sonnen é o segundo. Hector Lombard fará sua estreia no UFC sábado que vem, vamos ver o que acontece. Se você perguntasse para 100 pessoas sobre esta luta, ninguém acertaria o que aconteceu hoje”, disse o presidente.

Leia também:

Leia também: Nas lutas, Anderson e Sonnen invertem papéis

Chris Weidman começou melhor o primeiro round. O americano invicto em nove lutas conseguiu derrubar o adversário, acertou bons golpes e venceu o primeiro round. No segundo, Muñoz partiu para o ataque, mas não defendeu uma cotovelada seguida de vários socos de Weidman e o árbitro interrompeu a luta. “Quero enfrentar o Anderson Silva, todo meu treinamento foi direcionado a ele. Por favor, quero uma chance”. Entre os brasileiros, Raphael Assunção nocauteou Issei Tamura aos 25 segundos do segundo round, na primeira luta desta quarta. Depois foi a vez de Marcelo Guimarães vencer Dan Stittgen por decisão dos juízes. Na luta seguinte, Rafael Natal estava melhor no combate, mas depois de algumas firulas foi nocauteado faltando oito segundos para o fim do segundo round. Único brasileiro no card principal, Rafael dos Anjos venceu Anthony Njokuani por decisão unânime dos juízes.

Leia também:

Sem ‘clone’ de Anderson, quem é capaz de derrotar o campeão?

E Chael Sonnen – quem diria – fez bem a Anderson Silva…

Antes de Anderson x Sonnen, 9 grandes rivalidades das lutas

No auge da popularidade, o MMA vai dando adeus a suas lendas

‘Eu apanhei de Júnior Cigano. Mas quero minha revanche’

Infográfico UFC

Infográfico UFC (VEJA)