Dagoberto marca um dos gols mais bonitos que Felipão viu na vida

Aos 42 minutos do primeiro tempo, Rivaldo, em raro momento desmarcado, lançou Dagoberto, que segurou a bola em vez de entrar na área chutando, driblou Leandro Amaro e encobriu Marcos. Um lance que abriu o placar no empate por 1 a 1 entre São Paulo e Palmeiras neste domingo e encantou até o adversário Luiz Felipe Scolari.

‘O Dagoberto foi fenomenal. Foi um dos gols mais bonitos que já vi na minha vida’, elogiou o técnico do Verdão, que viu na jogada o diferencial do primeiro tempo do clássico.

‘Se observarem as chances que o Palmeiras criou, vão ver que não faltaram disposição e criatividade. Enquanto tivemos cinco chances vivas, o São Paulo teve duas. Em uma delas, teve a qualidade do Dagoberto’, enalteceu.Apesar as exaltações vindas até de um rival, Dagoberto, na saída para o intervalo, pouco depois de balançar as redes, sorriu ao ouvir que merecia uma placa e limitou-se a explicar o que fez. ‘Ali é muito de momento. Quando cortei, o Marcão deu dois, três passos à frente e tive frieza. Foi um belo gol’, admitiu o atacante.

Depois da finalização do camisa 25 do São Paulo, Marcos se esforçou e chegou a se jogar para evitar que a bola que o encobriu entrasse na meta. Só parado pelas redes, o goleiro admitiu o mérito de Dagoberto. ‘Foi um golaço. Parabéns a ele’, falou o ídolo palmeirense, que declarou ter falhado no empate com o Bahia, na quinta-feira, mas, no gol que sofreu no clássico deste domingo, negou que estivesse adiantado demais.

‘Eu estava posicionado onde costumo, um pouco adiantado. Se não estivesse assim, não teria pegado o chute do Fernandinho. Talvez o Dagoberto tenha visto que fiquei adiantado no chute do Fernandinho’, falou o capitão do Verdão, recordando que fez grande defesa minutos antes em forte arremate de Fernandinho na área.