Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crise financeira pode tirar Drogba e Anelka da China

Principal investidor do Shanghai Shenhua quer mais controle sobre o time

Protagonista no futebol asiático ao contratar os atacantes Nicolas Anelka e Didier Drogba, o Shanghai Shenhua pode negociar a saída de seus dois principais jogadores. Nesta terça-feira, o jornal inglês Daily Mail divulgou que divergências entre os acionistas da equipe chinesa podem resultar na rescisão de contrato do francês e do marfinense. O acionista Zhu Jun, detentor de 28,5% das ações do Shangai Shenhua, está insatisfeito com sua situação no clube e só continuará investindo se tiver maior controle diretivo.

Leia também:

Leia também: Drogba diz que foi à China para viver uma nova experiência

Acionista do Shenhua desde 2007, Jun teria investido mais de 15 milhões de libras (cerca de 48,1 milhões de reais) no clube chinês nos últimos anos, enquanto os outros acionistas não fizeram investimento. Com isto, Zhu Jun ameaça diminuir sua participação financeira na equipe chinesa, o que resultaria na saída de Droga e Anelka, que recebem salários de aproximadamente 250.000 libras (803.000 reais) por semana. A situação do Shangai Shenhua está sendo acompanhada por clubes do futebol inglês, já que a janela de transferências do mercado europeu segue aberta até esta sexta-feira. Drogba atuou na Inglaterra entre 2004 e 2012, quando defendeu o Chelsea, enquanto Anelka acumula passagens por Arsenal, Liverpool, Manchester City, Bolton Wanderers e Chelsea. (Com agência Gazeta Press)