Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians já fica sem R$ 2,5 milhões da Caixa neste mês

Liminar do RS cancela contrato de R$ 30 milhões do banco com o time

O Corinthians já deixou de receber 2,5 milhões de reais, referentes à parcela de março, do patrocínio que tem da Caixa Econômica Federal. O clube não recebeu o cheque porque nos últimos dias de fevereiro a 6.ª Vara do Tribunal Federal do Rio Grande do Sul concedeu liminar cancelando o patrocínio, após analisar uma ação popular ajuizada pelo advogado gaúcho Antônio Beiriz. A justificativa dele foi que um banco público deveria gastar dinheiro em publicidade apenas com caráter educativo e informativo.

Leia também:

Liminar suspende patrocínio da Caixa ao Corinthians

Corinthians: Conmebol libera torcida no Pacaembu

Caixa pagará R$ 30 milhões ao Corinthians, que rebate críticas

Ministro do Esporte sugere isenção de impostos aos clubes

A Caixa entrou com recurso contra a liminar, mas não obteve sucesso e fez o depósito em juízo. No último fim de semana, a Justiça do Rio Grande do Sul manteve suspenso o patrocínio. O departamento jurídico do Corinthians vai se reunir com o jurídico da Caixa para definir as diretrizes da defesa.

Leia também:

Sinalizador de corintianos mata torcedor boliviano

Jogos e preces: a vida dos corintianos presos na Bolívia

O Corinthians pode continuar estampando a logomarca da Caixa na camisa, mas não pode, por enquanto, receber por isso. O contrato entre Caixa Econômica e Corinthians é de 30 milhões de reais por ano, pagos em parcelas mensais.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)