Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com time misto, Real faz 6 a 2 no Dínamo de Zagreb

Por AE

Madrid – A torcida já sabe: se o Real Madrid vai jogar no Santiago Bernadéu, há certeza de vitória com muitos gols. Nesta terça-feira, mesmo com os madrilenhos usando um time misto, não foi diferente. Sem o poupado Cristiano Ronaldo, o Real fez 6 a 2 no Dínamo de Zagreb e manteve os 100% de aproveitamento no Grupo D da Liga dos Campeões.

Em cinco rodadas da competição internacional, o Real Madrid fez 16 gols (média de mais de três por jogo) e só teve sua defesa vazada uma vez. São cinco vitórias e 15 pontos, contra oito do Ajax, que empatou em 0 a 0 com o Lyon, também nesta terça-feira. O time francês tem cinco pontos e, para se classificar, precisa vencer o Dínamo (zero pontos, 15 gols sofridos, dois marcados) na última rodada e torcer para que o Real vença o Ajax, em Amsterdã. De quebra, tem que tirar uma diferença de sete gols de saldo em relaçãos aos holandeses.

O Real Madrid já estava classificado desde a rodada anterior e entrou em campo nesta terça-feira só para confirmar a primeira colocação e dar mais um show para a torcida. Em oito minutos, fez três gols, com Benzema, logo no primeiro minuto de jogo, Callejón, aos 6, e Higuaín, aos 8. O do argentino foi o mais bonito, uma vez que ele deixou o marcador no chão com um drible sensacional e deu uma cavadinha para encobrir o goleiro.

Ainda no primeiro tempo, Özil pegou rebote de Kelava e fez o quarto. Com a certeza de mais uma goleada, Mourinho resolveu poupar seus titulares o máximo que pôde. Já no intervalo tirou Sergio Ramos, Xabi Alonso e Özil. Dos principais jogadores do elenco, só Coentrão, Benzema e Higuaín continuaram em campo.

Mesmo assim havia superioridade suficiente para mais gols. Aos 3, Varone lançou Callejón e o meia marcou o segundo dele, o quinto do Real. Benzema não queria ficar atrás. Aos 19, ele tabelou com Higuaín, que devolveu de calcanhar para o francês também fazer o seu segundo na partida. Com 35 minutos, Beqiraj marcou o primeiro do Dínamo. Tomecak fechou o placar.

Com exceção do primeiro jogo da temporada (empate em 2 a 2 com o Barcelona pela Supercopa da Espanha), sempre que o Real jogou em casa ele fez pelo menos três gols. Já são 37 em oito partidas, uma média de mais de quatro por jogo.