Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com goleadas, São Paulo e Corinthians esquentam clássico

Os dois rivais, que se enfrentam no domingo, venceram por 4 a 0 nesta quarta

Se, há algumas partidas, Corinthians e São Paulo andavam com moral baixa e em nada animavam os torcedores, a rodada do Campeonato Paulista desta quarta-feira mostrou que os rivais aos poucos estão se ajustando e afastando a desconfiança. Sem dar chance para adversários do interior do Estado, as equipes de Muricy Ramalho e Mano Menezes sobraram em campo e golearam, coincidentemente pelo mesmo placar de 4 a 0.

Em Lins, o Corinthians visitou o Linense e chegou a sua quarta vitória consecutiva com ótimas atuações de Jadson e Luciano. Envolvido em uma troca com o São Paulo, que levou Alexandre Pato ao rival, o camisa 10 mostrou serviço mais uma vez. O meia abriu o marcador com um golaço de fora da área e ampliou com uma cobrança de falta perfeita. Já o atacante, que estreou na última rodada, também marcou duas vezes e fechou a goleada. Antes estava em situação complicada, o time do Parque São Jorge agora apenas a um ponto da zona de classificação do Grupo B, com 20 pontos – o líder Ituano tem 21.

Já o São Paulo conquistou a vaga na próxima fase do Campeonato Paulista. Com o resultado, a equipe se manteve na liderança do Grupo A, agora com 21 pontos. O time do Morumbi tirou proveito de falhas defensivas do Audax e da expulsão do lateral esquerdo André Castro. Apesar da boa atuação desde o início, a equipe só chegou ao gol no segundo tempo. Luis Fabiano marcou duas vezes, e Osvaldo e Souza completaram placar.

Agora, para manter o embalo, os dois rivais têm um grande desafio pela frente neste domingo, justamente um diante do outro, em jogo marcado para as 16 horas no Estádio do Pacaembu. O São Paulo, para completar, tem o fantasma do retrospecto ruim nos últimos 12 clássicos – não vence um grande rival paulista desde dezembro de 2012.

Tristeza – Do lado corintiano, a única frustração para pegar o São Paulo será a ausência de Jadson, que não pode jogar contra o ex-clube por questões de contrato na troca por Pato. “Fico triste de não poder enfrentar o São Paulo”, desabafou o meia ao deixar o campo do estádio Gilberto Siqueira Lopes nesta quarta.

“Foi uma cláusula dos clubes na negociação. Vou ficar torcendo pelos meus companheiros, nosso time tem toda a condição de chegar a vitória”, afirmou Jadson, cuja boa fase no Corinthins foi confirmada com os dois gols contra o Linense. “Já fiz três gols bonitos (dois nesta quarta e um contra o Oeste), acho que eu não estava chutando muito de fora da área, agora estou chutando mais e vou continuar fazendo isso quando tiver oportunidade”.

Se Jadson fica chateado, o garoto Luciano sorri após também marcar duas vezes nesta quarta. O atacante de 20 anos não só “se escalou” no clássico como já fez promessa. “Se Deus quiser contra o São Paulo vai ter mais (gols)”, disse. “Eu dei a vida no Avaí para chegar num clube grande. Estou tendo minha oportunidade. Foram dois jogos e quatro gols”. Luciano jogou apenas três partidas pelo Corinthians – entrou nos minutos finais da partida contra o Rio Claro, na semana passada, mas só “apareceu” no jogo contra o Comercial, quando também fez dois gols.

Contrato – No São Paulo, o técnico Muricy Ramalho também comentou a ausência de Jadson e de Pato, que não jogará em nenhuma partida do Paulistão pelo time do Morumbi por ter estourado o limite de jogos pelo Corinthians – atuou cinco vezes, quando o regulamento prevê no máximo três jogos para não haver restrição em caso de transferência.

“A gente tem que respeitar sempre o que está escrito. No Brasil, quando não se respeita o que está escrito, a gente faz a crítica. Então o que está escrito tem que ser cumprido, inflelizmente é assim”, declarou o treinador na entrevista coletiva após a partida contra o Audax. “É o que eles (diretores) acordaram. Nós empregados dos clubes não somos nem consultados sobre isso”.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)