Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com golaço de Ramires, Chelsea elimina Barça e chega à final da ‘Champions’

O volante brasileiro Ramires teve uma atuação decisiva na classificação heroica do Chelsea para a final da Liga dos Campeões, ao fazer o gol que iniciou a reação dos ‘Blues’, no empate por 2 a 2 com o Barcelona em pleno Camp Nou, quando sua equipe perdia por 2 a 0.

O time londrino já tinha brilhado na partida de ida, na última quarta-feira em Stanford Bridge, ao vencer por 1 a 0, com um gol marcado pelo marfinense Didier Drogba.

Nesta terça-feira, em Barcelona, além de sair perdendo, os ‘Blues’ jogaram com um homem a menos durante a maior parte do confronto, após o zagueiro John Terry ser expulso aos 37 minutos por ter dado uma joelhada no atacante chileno Alexis Sanchez.

“Ganhamos a nossa vaga na final com uma equipe de jogadores extraordinários. Para enfrentar o Barcelona é preciso defender bem. Podem chamar a nossa classificação de vitória ‘ao estilo italiano’ se quiserem, mas o mais importante é que garantimos presença na final”, comemorou o técnico do Chelsea, o italiano Roberto Di Matteo.

O Barça dominou todo o início da partida e abriu o placar dois minutos antes da expulsão de Terry, aos 35, quando o brasileiro Daniel Alves fez um ótimo lançamento para o jovem meia Isaac Cuenca, que cruzou para o volante Sergio Busquets chutar sem chances para o goleiro Petr Cech.

Andrés Iniesta ampliou aos 43 minutos, após um passe de Messi, mas a torcida catalã mal teve tempo de comemorar.

Três minutos depois, Ramires deu uma grande arrancada e fez um golaço por cobertura, colocando o Chelsea de volta na partida e jogando um balde de água fria no Camp Nou. Com o placar em 2 a 1, os ‘Blues’ estavam classificados graças a este gol fora de casa.

Aos 4 do segundo tempo, o craque argentino Lionel Messi teve uma oportunidade de ouro de abrir uma vantagem decisiva para o Barça, quando o juiz apitou um pênalti após falta de Drogba no meia Cesc Fábregas, mas sua cobrança acabou batendo na trave, para o desespero da torcida catalã.

Depois do susto, os ingleses se fecharam na retranca, mas fizeram muito melhor que segurar o resultado, já que no último minuto da partida, o atacante espanhol Fernando Torres tirou proveito de um contra-ataque, ficou cara a cara com o goleiro do Barça e empatou a partida, acabando com as esperanças dos catalães.

“O futebol é assim, nem sempre o melhor acaba vencendo. Sabíamos o que era preciso fazer contra o Barça. Não jogamos de forma muito estética mas usamos as nossas armas e deu certo nas duas partidas”, declarou Torres.

Na final, disputada no dia 19 de maio na Allianz-Arena de Munique, o Chelsea enfrentará o vencedor do confronto entre o Bayern e o Real Madrid, sendo que os alemães levaram vantagem na ida ao vencer em casa por 2 a 1.

“Não tenho preferências entre o Real e o Bayern. Se queremos vencer a Liga dos Campeões, precisamos derrotar todo mundo”, completou Torres.

Apesar de ser o herói da partida, Ramires viveu um drama, já que levou um cartão amarelo e está fora da grande decisão, assim como Terry.

O zagueiro lamentou o fato de ficar fora da partida e pediu desculpas aos companheiros de equipe por tê-los deixado com um homem a menos.

“Estou decepcionado de um ponto de vista pessoal, mas muito feliz pelos meus colegas. Conseguir um resultado destes com apenas dez em campo. Tenho a impressão que abandonei eles. Pedi perdão e quero fazer o mesmo com os torcedores”, afirmou.

Ao eliminar o atual campeão da competição, os ‘Blues’ também deram o troco após o confronto de 2009, quando os catalães levaram a melhor com um gol de Iniesta nos acréscimos da partida de volta, em Stanford Bridge.

Para o Barça, a decepção foi ainda maior porque a equipe comandada pelo técnico Josep Guardiola também está praticamente fora da briga pelo título do Campeonato Espanhol, após ter perdido por 2 a 1 para o Real Madrid no Camp Nou, no último sábado.

“Jogamos muito bem, mas não foi suficiente. Foi exatamente como no jogo de ida. Eles defenderam extremamente bem e decidiram o confronto com contragolpes. O gol que levamos logo antes do intervalo abalou bastante a equipe”, lamentou o treinador

A última cartada dos comandados de ‘Pep’ será a final da Copa do Rei, que os catalães disputarão contra o Athletic Bilbao no dia 25 de maio.