Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com dor na coxa, Marcelo Mattos vira dúvida no Botafogo para final

O técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, recebeu uma notícia nada agradável nesta sexta-feira, quando começou a projetar o time para a decisão do Campeonato Carioca, neste domingo, às 16horas (de Brasília), diante do Fluminense, no Engenhão. O volante Marcelo Mattos não participou da atividade com os demais companheiros por conta de dores no músculo adutor da coxa direita, fez somente trabalho na academia e virou dúvida.

Marcelo Mattos já vinha reclamado de dores desde o jogo de quarta-feira, quando o Botafogo foi derrotado pelo Vitória por 2 a 1 e acabou sendo eliminado da Copa do Brasil. O volante vai se submeter a um teste neste sábado, mas caso ele seja vetado a tendência é que Jadson seja o substituto. Lucas Zen, que estava há duas semanas fora de combate e se recuperou de lesão na coxa direita, corre por fora.

O dia, porém, não foi apenas de notícias ruins para Oswaldo de Oliveira. O zagueiro Antônio Carlos e o meia Fellype Gabriel, que tinham sido vetados da partida contra o Vitória, trabalharam normalmente e praticamente confirmaram escalação na decisão. O primeiro está livre de dores no joelho direito, enquanto que o apoiador não apresenta mais quadro de inchaço no joelho direito.

Em relação ao substituto do lateral direito Lucas, que foi expulso no primeiro jogo da final e vai ter que cumprir suspensão, o escolhido para a vaga é o volante Gabriel, que será improvisado no posto, assim como aconteceu em parte do confronto diante do Vitória.

Dessa maneira, com a dúvida envolvendo Marcelo Mattos, o esboço do time do Botafogo para a decisão é o seguinte: Jéfferson, Gabriel, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Jadson), Renato, Fellype Gabriel, Elkeson e Maicosuel; Loco Abreu. Neste sábado os jogadores participam de um recreativo e depois começa o período de concentração.

O Botafogo terá que conseguir um feito histórico para ser campeão, pois tudo leva a crer em título do Fluminense, que goleou na semana passada por 4 a 1 e agora pode até mesmo perder por dois gols de diferença. Para ser campeão, o Glorioso terá que ganhar por quatro ou mais gols de vantagem. O caneco será definido nas cobranças de pênaltis se o Alvinegro sair vitorioso por três gols de diferença.

‘Não vamos deixar de acreditar, vamos tentar acuar o Fluminense em seu campo, sabendo logicamente que vamos nos expor. Se formos para o intervalo ganhando por dois a zero, como aconteceu contra o Vasco na final da Taça Rio, por exemplo, nossas chances de título aumentam e será outro jogo na segunda etapa’, disse o goleiro Jéfferson, que concedeu entrevista coletiva após a partida e estava confiante. Além disso, o arqueiro estava feliz, pois momentos antes foi convocado pelo técnico da Seleção Brasileira para amistosos no fim deste mês.