Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cícero marca no fim e coloca São Paulo entre os quatro primeiros

Contra o lanterna, o São Paulo tinha quase que exclusivamente a inspiração de Lucas para tentar vencer o XV de Piracicaba. Mas aos 44 minutos do segundo tempo, quando o camisa 7 já havia sido sacado, apareceu um herói: Cícero selou a vitória por 1 a 0 fora de casa que coloca o Tricolor entre os quatro primeiros.

Com mais um gol do meio-campista, que neste domingo começou a partida como volante, a equipe de Emerson Leão termina a 12rodada na quarta posição com 25 pontos, atrás de Corinthians, Santos e Palmeiras. Já o Nhô Quim segue próximo da volta para a segunda divisão, com somente cinco pontos conquistados.

O São Paulo volta a campo na quarta-feira, estreando pela Copa do Brasil diante do Independente, em Belém (PA). Pelo Paulistão, a equipe volta a atuar no próximo domingo, diante da Portuguesa, no Morumbi. O XV de Piracicaba atuará no sábado, quando visitará o Linense em Lins.

O jogo – Com dificuldades para montar o meio-campo, Emerson Leão confiou em dois de seus jogadores mais valorizados. Com Rodrigo Caio como volante ao lado de Cícero, apostou na armação de Jadson e nas arrancadas de Lucas, depositando esperanças também na boa fase de Fernandinho, que havia feito gol nos dois últimos jogos, ao lado do artilheiro Willian José

A teoria, contudo, não se aplicou na prática. Principalmente pela postura inicial do XV de Piracicaba. Durante os dez primeiros minutos da partida, a equipe de Estevam Soares pressionou o adversário em seu campo defensivo, movimentando-se e dando trabalho a Denis enquanto os jogadores do Tricolor tentavam achar suas posições.

O cenário melhorou quando Jadson recuou para ajudar Cícero na saída de bola. A partir daí, Lucas entrou no jogo, superando com facilidade a marcação individual de Adilson Goiano. O problema era que o camisa 7 era o único em noite inspirada capaz de levar a equipe à frente com perigo.

Até Bruno Cortez, um dos principais nomes ofensivos do São Paulo neste início de temporada, tinha uma atuação sofrível: além de deixar espaços quando seu setor era atacado, chegou a tropeçar na bola quando se arriscou na frente. Jadson também se limitava a passes curtos ou errados nos mais ousados, facilitando a estratégia do XV de bloquear a busca por Willian José.

Cabia a Lucas encarar muitas vezes até três marcadores, dos dois lados do campo, e deixar a bola para algum companheiro. Mas faltava inspiração também para Fernandinho, que perdeu oportunidade clara, sem marcação na área, de frente para o goleiro Gilson, chutando bem acima da meta aos 29 minutos do primeiro tempo.

Os anfitriões, por sua vez, levavam muito mais perigo quando encaixavam seus lançamentos ou se aproximavam da área. Denis teve que fazer defesas difíceis em chutes de Diguinho e Paulinho e ainda contou com uma recuperação salvadora de Rhodolfo e outras falhas de finalização da equipe piracicabana em sua área.

Insatisfeito, Leão desistiu de Jadson no intervalo, trocando-o por Maicon. Com a substituição, ganhou alguém para revezar com Cícero na chegada à área. Pelo menos, uma novidade. Além disso, ordenou que seus comandados chutassem mais vezes de fora da área, já que estava difícil entrar na área.

A regra foi seguida à risca por Lucas, que, mais uma vez, precisou superar três adversários aos cinco minutos para arrematar com força. O goleiro Gilson rebateu e deixou a bola no pé de Willian José, mas o centroavante, que deve sair do time para a volta de Luis Fabiano na quarta-feira, perdeu a única grande chance que teve neste domingo.

E o São Paulo não conseguiu fazer mais nada. A diferença foi deixar Denis trabalhar menos, já que o novo posicionamento tático quebrou a transição da defesa para o ataque do XV e tornou possível uma maior troca de passes na intermediária do anfitrião. Efetivamente, porém, estava difícil balançar as redes. Nem mesmo Lucas, que driblava quem via pela frente, mas não achava nenhum companheiro inspirado.

Entretanto, quando Lucas foi substituído, o gol saiu. Osvaldo, que havia entrado no lugar de Fernandinho, chegou à linha de fundo pela esquerda e cruzou na pequena área. A bola bateu na cintura de Cícero e balançou as redes. Mais do que inspiração, o São Paulo precisava dos três pontos. E conseguiu.