Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chefe da Red Bull rejeita fama de time imbatível em 2011

Christian Horner acha que Ferrari, McLaren e Mercedes ainda podem incomodar

“Ele é o atual campeão mundial, mas não vê isso como uma pressão”, disse chefe do time sobre Vettel

Apesar da grande temporada que a Red Bull e principalmente Sebastian Vettel vêm fazendo na temporada 2011, o chefe da equipe, Christian Horner, afirmou nesta segunda-feira que a escuderia não pode se acomodar, pois não é imbatível e o cenário da Fórmula 1 pode mudar rapidamente. No domingo, a Red Bull comemorou uma dobradinha no GP da Turquia.

“Fernando Alonso, da Ferrari, dificultou as coisas na Turquia. Duas ou três semanas atrás, era a McLaren quem parecia crescer. Depois, parecia que a Mercedes tinha dado um passo à frente”, disse Horner, enumerando as rivais que considera capazes de dar trabalho à Red Bull no decorrer da temporada. Para ele, “não se pode ficar tranquilo” na disputa da Fórmula 1.

“Vamos nos manter concentrados, continuar maximizando nosso desempenho e aprendendo cada vez mais para conseguir um desempenho melhor do carro”, avaliou ele. Sobre Vettel, líder do Mundial de Pilotos com 93 pontos – 34 a mais do que Lewis Hamilton, da McLaren – Horner ressaltou a maturidade adquirida pelo alemão, atual campeão da Fórmula 1.

“Acho que Sebastian está começando a ser beneficiado por sua experiência. Ele é o atual campeão mundial, mas ele não vê isso como uma pressão. Ele está curtindo isso, está em uma forma fenomenal. Ele tem bom entendimento de como os pneus funcionam, o que ele precisa deles e o que eles precisam e, na Turquia, ele realmente pilotou de forma impressionante”, elogiou.

(Com agência Gazeta Press)