Chape vence e se aproxima do título em SC; Inter empata no RS

Chapecoense venceu o Avaí por 1 a 0 na casa do rival e decide o título na Arena Condá. Já o Internacional recebeu o Novo Hamburgo e ficou no 2 a 2

As finais dos Estaduais agitaram o domingo no Brasil e os visitantes se deram melhor nos dois primeiros jogos das decisões em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. A Chapecoense deu mais um passo rumo a sua reconstrução e abriu grande vantagem no Campeonato Catarinense, enquanto o Internacional só ficou no empate contra o Novo Hamburgo jogando no Beira-Rio.

Atual campeã catarinense, a Chape venceu o Avaí fora de casa por 1 a 0 e conquistou boa vantagem para o jogo de volta, na Arena Condá, no próximo domingo. O destaque foi o árbitro Héber Roberto Lopes, que expulsou dois jogadores no primeiro tempo e deixou os dois times com 10 jogadores ainda na etapa inicial. Primeiro, Héber viu agressão do lateral Capa sobre Moisés Ribeiro e expulsou o jogador do Avaí. Andrei Girotto, volante da Chapecoense, recebeu o cartão vermelho em lance semelhante.

Com a vantagem numérica e bastante espaço em campo, a Chape conseguiu chegar ao gol com Luiz Antônio e soube administrar o placar para levar um resultado tranquilo para a finalíssima da semana que vem, em Chapecó.

Inter busca empate duas vezes no Beira-Rio

Disputa de bola no jogo entre Internacional e Novo Hamburgo, no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho, no Beira Rio (Vinicius Costa/Futura Press/Folhapress)

O Internacional ficou por duas vezes atrás do marcador, mas conseguiu empatar o duelo com o Novo Hamburgo em 2 a 2 neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no jogo de ida da decisão do Campeonato Gaúcho. Se o empate persistir na partida de volta, marcada para o próximo domingo, com local a ser definido, o campeão estadual sairá das cobranças de pênaltis.

Apesar de ter a torcida a seu favor, o time colorado sofreu com a equipe visitante. Levou um gol logo no início marcado por João Paulo. Encontrou dificuldades para chegar à meta adversária e só foi empatar no segundo tempo, graças a um gol do atacante Roberson, que entrou no intervalo. O Novo Hamburgo voltou a demonstrar que não foi líder da primeira fase à toa e fez 2 a 1 com Assis. O Internacional igualou já aos 37 minutos da segunda etapa com Nico López.

Para ser campeão, o Inter precisa vencer o jogo da semana que vem. Em caso de novo empate, por qualquer placar, a decisão vai para disputa por pênaltis.

(Com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)