Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ceni marca 1 gol de falta desde centésimo e quebra tabu de 41 anos

Em seu segundo jogo desde a cirurgia no ombro direito, ocorrida em janeiro, Rogério Ceni quebrou um longo período sem fazer gol de falta. Ao bater com precisão no ângulo esquerdo de Marcelo Lomba, o camisa 01 marcou pela primeira vez desta foram desde abril do ano passado, quando fez o centésimo gol de sua carreira. E ajudou a pôr fim a um tabu mais velho do que ele.

Com o gol do goleiro de 39 anos, o São Paulo venceu o Bahia por 2 a 0 e conseguiu seu primeiro triunfo diante do clube em Salvador desde 1971, quando, no Campeonato Brasileiro daquela temporada, bateu o Tricolor nordestino por 1 a 0 com gol do atacante Toninho Guerreiro.

Desta vez, quem balançou as redes na Bahia, nesta quarta-feira no estádio de Pituaçu, foi Rogério Ceni, que agora chega a 104 gols na carreira em sua 1018partida pelo clube do Morumbi.

Desde quando acertou o ângulo direito de Julio Cesar no triunfo por 2 a 1 sobre o Corinthians, em 27 de março de 2011, no Campeonato Paulista do ano passado, Rogério Ceni marcou de pênalti na goleada por 4 a 1 sobre o Noroeste, pelo Estadual, na vitória por 3 a 0 sobre o Bahia e na derrota por 2 a 1 para o Fluminense, ambas pelo Brasileiro da última temporada.

Foi o 56gol de falta do maior goleiro-artilheiro da história do futebol mundial. Pela Copa Sul-americana, ele havia marcado somente em cobrança de pênalti no empate por 2 a 2 com o Figueirense na edição de 2007. O Bahia teve as redes balançadas pelo atleta pela segunda vez – a outra foi no ano passado, na vitória paulista por 3 a 0 no Morumbi pelo Brasileiro.

O gol é uma celebração também pela superação do veterano jogador. O capitão mantém tratamento no ombro direito, que o impediu de jogar até o último domingo, quando participou da goleada por 4 a 1 sobre o Flamengo no Morumbi, e reclamou de dores na coxa direita nos últimos dias.