Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Casillas quer 3º título seguido para ser lembrado para sempre

Donetsk (Ucrânia), 27 jun (EFE).- Capitão da seleção espanhola e, por isso, responsável por levantar os troféus da Eurocopa de 2008 e da Copa do Mundo de 2010, o goleiro Iker Casillas exaltou os feitos da ‘Fúria’ até agora, mas disse que todos estão motivados para alcançar novas conquistas e ficar de vez na história.

Nesta quinta-feira, a equipe do técnico Vicente del Bosque se classificou para a final da Euro-2012 ao derrotar Portugal nos pênaltis, após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação na Donbass Arena, em Donetsk.

‘A Espanha já fez história, e continuamos fazendo. Espero que as pessoas lembrem-se disso para sempre, porque quem diria há quatro anos que conseguiríamos isso tudo?’, perguntou Casillas em entrevista ao site da Uefa.

Será a terceira final importante que a Espanha disputará em sequência nos quatro últimos anos, após os títulos da Euro-2008 e da Copa do Mundo de 2010. A seleção pode ser a primeira fazer vencer duas competições continentais e o Mundial na sequência.

A vaga na decisão desta vez veio com uma vitória por 4 a 2 nas penalidades, e Casillas foi determinante ao defender o chute de João Moutinho.

‘Chegar a este momento é complicado. Envolve o acaso, ter especialistas, mas, sobretudo, ter sorte. Tive a intuição para defender o primeiro, tive a sorte de poder adivinhar o canto’, comentou.

O goleiro ainda se referiu ao zagueiro Sergio Ramos, que errou um dos pênaltis que marcou a eliminação do Real Madrid na última Liga dos Campeões e que na disputa desta quarta não só se disponibilizou a ser um dos batedores como cobrou com cavadinha.

‘É preciso ter muito sangue, frio e Sergio, após ter visto Pirlo fazer o mesmo, foi muito valente e converteu’, finalizou Casillas, lembrando que o meia italiano Andrea Pirlo cobrou de forma semelhante a Sergio Ramos no duelo contra a Inglaterra, pelas quartas de final. EFE