Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bruno Soares vence nas duplas e avança à semifinal do Aberto da Austrália

O brasileiro passou de fase, ao lado do britânico Jamie Murray, ao vencer por 2 sets a 1 a dupla Raven Klaasen/ Rajeev Ram

A nova parceria de Bruno Soares nas duplas já está rendendo bons frutos para o tênis nacional. Após passar duas temporadas sem chegar à semifinal de um torneio desse nível, o brasileiro de 33 anos quebrou nesta terça-feira o jejum ao lado do novo colega, o britânico Jamie Murray, ao vencer o sul-africano Raven Klaasen e o americano Rajeev Ram por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (3/7), 6/4 e 7/6 (7/3).

Na semifinal, que será realizada na próxima quinta-feira, Bruno Soares e Jamie Murray – irmão de Andy Murray, número 3 do mundo em simples – vão enfrentar os franceses Adrian Mannarino e Lucas Pouille, que passaram pelos cabeças de chave número 1, Horia Tecau/Jean-Julien Rojer, por 2 sets a 1. Mannarino e Pouille nunca haviam passado da segunda rodada de um Grand Slam em duplas.

Antes de voltarem a jogar juntos, Soares e Murray vão se enfrentar pelas quartas de final das duplas mistas, também na quinta-feira. O brasileiro jogará com a russa Elena Vesnina, enquanto o britânico terá como parceira a eslovena Katarina Srebotnik. Quem passar deve enfrentar os favoritos Martina Hingis, da Suíça, e Leander Paes, da Índia.

Retrospecto – A nova dupla estreou na temporada alcançando a semifinal no ATP 250 de Doha, no Catar. Logo na sequência eles conquistaram o título no ATP 250 de Sydney, na Austrália, torneio preparatório para o Grand Slam de Melbourne.

A sequência já é uma das melhores da carreira de Soares, que nunca conquistou um título de Grand Slam em duplas masculinas – ele é bicampeão do US Open em duplas mistas com a russa Ekaterina Makarova, em 2012, e com a indiana Sania Mirza, em 2014. Até aqui na carreira, o tenista mineiro só disputou uma final de duplas masculinas, perdendo a decisão do US Open de 2013, quando ainda jogava com sua ex-dupla, o austríaco Alexander Peya.

Leia também:

De Chapolin a estampa de coqueiro: os figurinos mais ousados do Aberto da Austrália

Federer conquista 300ª vitória em Grand Slams e avança na Austrália

Último rival de Guga, Hewitt perde no Aberto da Austrália e se aposenta aos 34 anos

(Com Estadão Conteúdo)