Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro tem contrato milionário na liga americana de beisebol

Pitcher paulista Eric Pardinho, de 16 anos, assinará contrato milionário com o Toronto Blue Jays, que disputa a Major League Baseball, a mais concorrida

Na próxima quinta-feira 6, o arremessador paulista Eric Taniguchi Pardinho, de apenas 16 anos, se tornará o mais novo jogador de beisebol brasileiro a assinar um contrato com uma equipe da Major League Baseball (MLB), a liga americana do esporte e a mais concorrida do mundo. Pardinho firmará um vínculo de sete anos com o time do Toronto Blue Jays (que, apesar de ser uma franquia canadense, também disputa a MLB), e receberá pelo acordo uma quantia inédita para um atleta brasileiro: 1,5 milhão de dólares.

A cifra elevadíssima, porém, é condizente com a expectativa entre os especialistas da modalidade em relação ao potencial do ‘pitcher’ brasileiro. Padrinho foi descoberto pelos olheiros americanos em setembro do ano passado, quando disputou pela seleção brasileira um torneio nos Estados Unidos. Com apenas 15 anos, o arremessador criado no Centro de Treinamento Yakult, em Ibiúna, no interior paulista, surpreendeu os presentes com arremessos precisos a mais de 150 quilômetros por hora. A velocidade das bolas lançadas por Pardinho superaram (e muito) àquelas alcançadas por garotos de sua idade, chegando a igualar os disparos feitos por profissionais.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Incrível como alguns gostam de roubar o mérito dos próprios brasileiros e emprestar pros latinos, deve ser o tal do complexo de viralata… Ele não tem agressividade “latina”, é brasileiro, portanto tem a agressividade dos esportistas daqui aliado à ginga. Agressividade latina é pohada, basta ver os jogos de futebol dos latinos, que adoram dar pohada nos brasileiros. Até o pai dele cai nesse falso Brasil “latino”. Brasileiro quando sai do Brasil, principalmente quando vai pros EUA, parece que deixa de ser brasileiro. Que falta de personalidade…

    Curtir