Brasileirão: Flamengo empata com o Avaí e aprofunda crise

Fora de casa, o time comandado pelo técnico Zé Ricardo não jogou bem mais uma vez e acumulou quatro jogos sem vitória no campeonato nacional

Após semana de tensão com protestos da torcida, o Flamengo apenas empatou neste domingo com o Avaí em Florianópolis, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, e aumenta a crise: já são quatro jogos consecutivos sem vitórias no torneio. O time rubro-negro chegou a ficar atrás do placar mas arrancou empate por 1 a 1 fora de casa com um golaço de bicicleta do atacante de Leandro Damião. O jogo foi marcado por um lance controverso envolvendo o juiz Paulo Vollkopf, que voltou atrás após marcar pênalti para o Avaí no final da partida.

Apesar de um primeiro tempo movimentado, com chances para cada lado, o gol do Avaí foi marcado aos 10 minutos do segundo tempo pelo atacante Rômulo, que recebeu a bola, ficou livre no campo de ataque, e estufou as redes do jovem goleiro Thiago, que entrou no lugar de Alex Muralha. Em desvantagem, o Flamengo empatou pouco depois após pressionar os donos da casa. O meia Diego cobrou falta da intermediária e levantou do lado esquerdo da área. Juan cabeceou para o meio e Damião fuzilou o gol adversário ao aplicar uma bonita bicicleta.

O Flamengo continuou pressionando e, aos 18, o argentino Mancuello fez jogada individual, penetrou na área pela esquerda e chutou, mas o goleiro Kozlinski espalmou para escanteio. Aos 34, o árbitro marca pênalti duvidoso em cima de Diego Tavares, mas depois de dois minutos de discussão com o assistente e o bandeirinha o árbitro Vollkopf anulou a marcação e ainda sobrou para o meia veterano Marquinhos, do Avaí, que recebeu cartão vermelho por reclamação mesmo após ser substituído. Nos dez minutos finais, o Flamengo tentou e o Avaí se defendeu. Num último lance, aos 47, Renê chutou com força da entrada da área e a bola passou rente à trave.

(Com Gazeta Press)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    Flamengo e Corinthians… os reis do Apito-Amigo.
    Que nojo.
    Que vergonha… se tivessem.

    Curtir