Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil x México, choque e festa: o que você não viu na TV

Confira as imagens exclusivas da equipe de VEJA no segundo jogo do Brasil

Câmera VEJA

A quarta-feira começou de forma esquisita em Fortaleza: apesar da aguardada presença da seleção brasileira na cidade, as ruas estavam vazias, já que foi decretado feriado municipal. Em uma parte da capital cearense, no entanto, havia gente de sobra. Na principal via de acesso à Arena Castelão, milhares de pessoas chegavam para uma manifestação. No mesmo caminho, os quase 60.000 torcedores esperados para o segundo jogo do Brasil na Copa das Confederações seguiam rumo à partida. A tensão aumentou quando houve confronto entre a polícia e os participantes do protesto. No estádio, cartazes manifestaram apoio às reivindicações dos envolvidos nas marchas que se espalham por todo o país. Antes do apito inicial, uma cena emocionante para a seleção: a torcida encheu os pulmões e soltou a voz para cantar o Hino Nacional, na íntegra, sem parar na hora em que a gravação usada pelos organizadores é interrompida. Com um público enlouquecido no estádio, o Brasil embalou e conquistou sua segunda vitória na competição – mais uma vez, com Neymar abrindo caminho para o triunfo ao abrir o placar logo nos primeiros minutos. A festa terminou com um clima bem mais leve – e com uma confiança crescente do torcedor no camisa 10 do time e nas chances de sucesso do Brasil no torneio.

(Giancarlo Lepiani, com fotos de Ivan Pacheco, de Fortaleza)

Leia também:

Torcida empurra, Neymar decide, Brasil despacha México

Para Felipão, o primeiro gol foi da torcida, cantando o Hino

Polícia e manifestantes entram em confronto antes de jogo