Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil de Tite e Neymar dá espetáculo e goleia por 5 a 0

Com grande atuação do camisa 10, seleção vence a Bolívia e chega à terceira vitória seguida nas Eliminatórias com o novo técnico

O Brasil de Tite já tinha mostrado eficiência nas vitórias apertadas contra Equador e Colômbia em setembro. Faltava, porém, um grande espetáculo. Não falta mais. Na noite desta quinta-feira, em Natal, a seleção goleou a Bolívia por 5 a 0 e segue 100% sob o comando de seu novo técnico.

Diante de um adversário frágil e contando com uma grande atuação coletiva – e com o brilho individual de Neymar –, a seleção chegou à terceira vitória seguida com Tite. Mais do que isso: apresentou um futebol vistoso, com tabelas e jogadas de efeito, e confirmou a lua de mel com a torcida. Neymar, Philippe Coutinho, Filipe Luis, Gabriel Jesus e Roberto Firmino – chamado de Wesley Safadão pelos torcedores por causa de seu rabo de cavalo – marcaram os gols.

O boa fase também se reflete na tabela das Eliminatórias para a Copa. Em ascensão, o Brasil ocupa o segundo lugar, com 18 pontos, e tem situação tranquila.

LEIA TAMBÉM:
Homenagem no ar deixa Galvão (quase) sem palavras
Tite: ‘Não via jogos da seleção, isso me machucava’

Grande destaque da partida, Neymar abriu o placar, deu duas assistências e levantou a torcida com dribles e arrancadas. O atacante, porém, também trocou empurrões com o volante Azogue e levou o cartão amarelo, desfalcando a seleção contra a Venezuela na próxima terça.

O jogo – No começo da partida, a Bolívia até ensaiou uma pressão na saída de bola do Brasil, mas logo a seleção começou a se soltar. Na primeira grande boa chance, aos 5 minutos, Gabriel Jesus recebeu em velocidade de Renato Augusto, mas, pressionado pela defesa, chutou para fora.

Aos 10 minutos, não teve jeito: Neymar roubou a bola no meio de campo, avançou e tocou de lado para Gabriel Jesus. Generoso, o atacante do Palmeiras devolveu para o camisa 10, que completou para o gol vazio – o goleiro Lampe já tinha ficado pelo caminho. Foi o 300º gol da carreira de Neymar.

Aos 25 minutos, a vitória começou a ganhar tons de espetáculo. Jogada que começou pela direita com toque de calcanhar de Daniel Alves e contou com um belo corte de Giuliano no zagueiro, terminou com a boa finalização rasteira de Philippe Coutinho para o gol.

Neymar voltou a aparecer aos 38: arrancou pelo meio perseguido pela marcação e tocou de lado. O lateral Filipe Luís apareceu como elemento surpresa e chutou forte entre o goleiro e a trave. A goleada se concretizou ainda no primeiro turno. Imparável, o camisa 10 recebeu com liberdade pela esquerda, cortou o marcador e serviu Gabriel Jesus, que tocou por cima de Lampe e fez o quarto.

No segundo tempo, o ritmo diminuiu, mas o Brasil seguiu atacando. Tite trocou Giuliano, Gabriel Jesus e Neymar por Lucas Lima, Willian e Firmino. O atacante do Barcelona saiu de campo ovacionado, mas com o rosto sangrando depois de levar uma cotovelada do adversário. Modificado, a seleção ganhou novo ânimo e o quinto gol, enfim, saiu aos 29 minutos. Coutinho cobrou escanteio e o “Safadão” Firmino cabeceou para o chão e venceu o goleiro, completando a goleada – e a festa da torcida na Arena das Dunas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ronalde Segabinazzi

    Corrijam a frase: “Brasil de Tite e Neymar “dá” show”, para Brasil de Tite e Neymar “dão” show”.

    Curtir

  2. Sergio Sampaio Spinola

    O sujeito na frase é “Brasil”. Então, quem dá show é o Brasil. Basta omitir “Tite e Neymar na frase”. Ficaria “Brasil dá show’. Show se refere a Brasil, ou seja, a seleção toda e não apenas Tite e Neymar, que seriam os principais astros, digamos assim.

    Curtir

  3. Ronaldo Segabinazzi, volta pra escola, filho! É o Brasil (de Tite e Neymar) que DÁ show. Veja está corretíssima em concordância!

    Curtir

  4. Pena que tem mais 10 jogadores carregando o piano enquanto só 1 tem holofotes. Pensei que futebol era coletivo.

    Curtir