Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil busca empate nos acréscimos contra o Paraguai

Seleção mostrou poder de reação e evitou a derrota no Defensores del Chaco, mas caiu para o 6º lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas – fora da zona de classificação para a Copa

Dominado pelo Paraguai durante a maior parte do jogo na noite desta terça-feira, em Assunção, o Brasil mostrou poder de reação e foi buscar o empate após estar perdendo por 2 a 0. O resultado no Estádio Defensores del Chaco, porém, foi conquistado mais na base da pressão do que da organização: o time comandado por Dunga voltou a fazer uma partida fraca e mostrou muitas falhas na defesa. Os gols de empate, marcados por Ricardo Oliveira e Daniel Alves, saíram já na parte final do jogo, quando o Paraguai recuou e a seleção jogava toda no ataque.

Com o empate, o Brasil caiu para a sexta colocação na tabela das Eliminatória Sul-Americanas – fora da zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018. A seleção tem 9 pontos, um a menos que Chile e Colômbia, que ocupam o quarto e o quinto lugar, respectivamente. Os quatro primeiros garantem vaga direta para o Mundial, enquanto o quinto disputa uma repescagem. O Brasil só volta a jogar pelas Eliminatórias em setembro: no dia 2 enfrenta o Equador, fora, e no dia 6 joga contra a Colômbia, em casa.

LEIA TAMBÉM:

Brasil vacila na defesa e empata com o Uruguai

Alemanha goleia Itália e encerra jejum de 21 anos

O jogo – Sem Neymar mais uma vez, o Brasil sofreu contra o Paraguai no primeiro tempo. Completamente dominado pelo time da casa, a seleção contou com grandes defesas de Alisson para segurar o zero a zero enquanto pôde. Na mais impressionante delas, o goleiro pegou uma finalização na pequena área do zagueiro Gómez.

O time brasileiro só assustou com um chute no travessão de Ricardo Oliveira, aos 27 minutos. A blitz paraguaia enfim deu resultado aos 40 minutos. Benítez avançou sem ser incomodado pela esquerda e tocou para o meio da área. O atacante Lezcano chutou e a bola ainda bateu no chão antes de entrar, surpreendendo Alisson.

A esperança de uma postura diferente do Brasil no segundo tempo foi frustrada quando o veterano Roque Santa Cruz se livrou com facilidade da marcação e iniciou a jogada que terminou com o gol de Benítez. O meia paraguaio se antecipou a Daniel Alves e tocou na saída do goleiro.

Com Hulk e Lucas Lima nos lugares dos volantes Fernandinho e Luiz Gustavo, a seleção partiu para o ataque – e contou com o recuo do Paraguai para criar suas chances. Em um bate-rebate dentro da área, Hulk teve a chance de marcar, mas deu um chute incrivelmente torto. Ricardo Oliveira também fez feio um pouco depois ao escorregar quando partia para o gol. A dupla se redimiu aos 33 minutos: chute forte do atacante do Zenit e gol do santista no rebote.

A pressão brasileira continuou e o empate veio aos 46 minutos. E em grande estilo: Daniel Alves recebeu de Willian, penetrou na área e tocou com categoria no canto de Villar. Empolgado, o Brasil ficou perto da virada no último lance. Daniel Alves chutou de longe, Villar não segurou e Jonas e Filipe Luis quase aproveitaram o rebote. O goleiro paraguaio se recuperou no lance e salvou com um tapa.

Confira outros resultados das Eliminatórias:

Colômbia 3 x 1 Equador

Uruguai 1 x 0 Peru

Argentina 2 x 0 Bolívia

Venezuela 1 x 4 Chile

(Da redação)