Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Benfica empata com Manchester, pula para liderança e garante vaga

O empate em 2 a 2 no Old Trafford poderia ter classificado Manchester United e Benfica caso o Otelui Galati tivesse vencido o Basel. Mas com a vitória dos suúços por 3 a 2, apenas os portugueses podem comemorar: além de assumirem a liderança do Grupo C da Liga dos Campeões, a Águia garantiu presença nas oitavas de final da competição – a primeira posição da chave, no entanto, ainda esta indefinida.

O Benfica saiu na frente logo aos três minutos, com gol contra de Jones, que tentou interceptar cruzamento de Gaitán. O Manchester só foi assumir o controle da partida depois do gol de empate, aos 30 minutos, quando Berbatov testou para as redes. O búlgaro estava impedido.

No segundo tempo, os Diabos Vermelhos foram bastante superiores nos primeiros minutos e conseguiram virar com gol de Fletcher. Porém, em seguida, em lance de infelicidade do goleiro De Gea, Bruno César invadiu a área pela esquerda e tocou para Aimar empatar.

Com o resultado, Benfica e Manchester ficam com nove pontos, mas os portugueses assumem a ponta devido ao critério de desempate (confronto direto, e o primeiro duelo terminou em 1 a 1). Na próxima rodada, a Águia recebe o Otelui Galati (que não pontuou ainda na competição), ao passo que os ingleses visitam o Basel precisando de um empate para avançarem.

O jogo – Assim como prometeu ao longo da semana, o Benfica não se intimidou em jogar no Old Trafford e logo na sua primeira jogada conseguiu abrir o placar. Pela direita, Gaitán cruzou para a área e viu Jones mandar contra a própria rede aos três minutos. No lance seguinte, os portugueses quase ampliaram em chute de Bruno César, que passou rente à trave de De Gea.

Aproveitando do nervosismo e dos passes errados dos anfitriões, o Benfica mantinha a posse de bola e rondava a área do United, aguardando o momento certo para ampliar. Esse momento, porém, não chegou, e, aos 30 minutos, após uma falta despretensiosa de Bruno César em Young a dinâmica do jogo mudou.

Em cobrança ensaiada, Nani foi acionado pela esquerda e cruzou na cabeça de Berbatov, que, impedido, mandou para o fundo da rede e empatou a partida. O gol deu força para o Manchester, eu já na saída no meio-campo, recuperou a bola e saiu em contra-ataque. No entanto, Artur Moraes defendeu com o pé chute de Young e evitou a virada dos Diabos Vermelhos.

O Benfica sentiu o gol e não teve poder de reação. Aimar ficou muito apagado, assim como o brasileiro Rodrigo Moreno, que, ao contrário do que tem feito no Campeonato Português, se escondeu do jogo e não participou de uma jogada sequer de perigo dos encarnados no primeiro tempo.

Na etapa final, o Manchester United armou uma verdadeira blitz na área do Benfica. Abusando de jogadas pelo lado esquerdo, com Nani, os Diabos Vermelhos tentavam chegar à virada. E ela veio pouco depois que Luisão precisou deixar a partida lesionado. Fletcher aproveitou cruzamento de Valencia, saiu do goleiro e mandou para o fundo da rede, aos 15 minutos.

A torcida no Old Trafford, porém, pouco pôde comemorar o gol. Em seguida, De Gea falhou na saída de bola e deu um presente para Bruno César, que invadiu a área pela esquerda e atrasou para Aimar completar e empatar, mais uma vez, o duelo.

O Manchester até tentou pressionar, mas pecava no posicionamento. Berbatov era flagrado diversas vezes em impedimento. Quando estava em posição legal, o búlgaro deperdiçou grande passe de Fábio e mandou para fora, decretando o 2 a 2 na Inglaterra.