Falastrão do tênis aceita ajuda psicológica para reduzir pena

Nick Kyrgios, 14º colocado do ranking mundial, fez "corpo mole" e praticamente entregou a partida contra o alemão Mischa Zverev na semana passada

A atitude do australiano Nick Kyrgios – que fez ‘corpo mole’ de forma proposital na derrota para o alemão Mischa Zverev – rendeu-lhe uma suspensão de oito semanas imposta pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) nesta segunda-feira. O que já estava ruim ficou pior para o atleta falastrão: ele já havia sido multado em 52.000 reais na semana passada, e agora a conta ficou ainda mais salgada, com mais 80.000 de punição. No entanto, o tenista aceitou um plano da ATP para se consultar com um psicólogo para reduzir sua pena para três semanas.

Na vexatória derrota por 2 a 0 para Mischa Zverev, Kyrgios não se esforçou em diversos pontos e praticamente entregou a partida. Em um dos pontos, quando já perdia o primeiro set por 3 a 1, Kyrgios sacou sem força e nem esperou o adversário matar o ponto para se encaminhar em direção ao banco de descanso.

Veja também

O tenista de 21 anos, nº 14 do ranking mundial, divulgou um comunicado no qual se desculpa com os fãs, ressaltando arrependimento de sua atitude em quadra: “Eu me arrependo que meu ano termine desta maneira. Entendo e respeito a decisão da ATP. A temporada foi longa e batalhei contra diversas lesões até o final do verão. Meu corpo e mente finalmente desistiram em Xangai, mas isso não é desculpa e sei muito bem que preciso me desculpar com os fãs”, completou o jogador, que ao aceitar a ajuda psicológica tem sua volta prevista para o dia 7 de novembro.

(Com Gazeta Press)