Atlético-PR admite queda de produção no segundo tempo em derrota

O Atlético Paranaense foi a Varginha encarar o Boa Esporte, pela Série B do Campeonato Brasileiro e, após sair na frente no placar, com um bom primeiro tempo, caiu de produção, permitiu a virada para 2 a 1 e, no final da partida, ainda desperdiçou um pênalti com Alan Bahia. O saldo deste resultado foi perder contato com os líderes, apesar do jogo atrasado a ser disputado.

O atacante Bruno Mineiro admitiu que após o interalo a equipe rubro-negra não voltou da mesma forma e não soube neutralizar o ímpeto do adversário, que partiu para o ataque para empatar e virar o placar. ‘O time deles também mudou, estão jogando em casa. Eles iriam vir com tudo no segundo tempo, conversamos sobre isso. Vieram para o contra-ataque e aproveitaram’, explicou.

Reclamando a postura da equipe, o goleiro Rodolfo, alertou que os jogos da Série B são verdadeiras batalhas e não se pode esmorecer. O camisa 1 espera um espírito diferente para encara o Grêmio Barueri, sexta-feira, na Vila Capanema. ‘Agora é chegar sexta- feira para outra guerra. Time que está querendo subir tem que lutar até o final. Acontece todo segundo tempo isso. Agora tem que consertar’, concluiu.

CBF define mais um mando de campo – O Furacão já sabe onde irá atuar pelo menos nas duas próximas partidas de Série B. Diante do Grêmio Barueri, na sexta, o Estádio Durival Britto e Silva foi confirmado. Já pra encarar o Ipatinga, para surpresa do próprio clube da Baixada, o local escolhido foi o Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, com capacidade para menos de 10 mil torcedores. Já para encarar Goiás, dia 16 de junho, que será o terceiro jogo de seu mando, o Atlético ainda aguarda a confirmação.