Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após nova derrota, Chelsea demite técnico Villas-Boas

Pupilo de José Mourinho, português permaneceu por oito meses no cargo

A passagem do português André Villas-Boas pelo clube inglês Chelsea foi encerrada neste domingo. Pupilo de José Mourinho, o treinador foi demitido após oito meses no após uma sequência de resultados negativos no clube londrino. Sua saída foi sacramentada depois da derrota para o West Bromwich, por 1 a 0, no sábado.

O revés manteve o Chelsea distante dos líderes do Campeonato Inglês. Campeão nacional na temporada 2009/2010, o time está fora da briga pelo título e corre o risco de não se classificar para a próxima Liga dos Campeões, principal competição entre clubes do Velho Continente. Atualmente, o Chelsea ocupa a quinta colocação, com 46 pontos, 20 a menos que o líder Manchester City.

“Infelizmente, os resultados e a performance do time não foram boas o suficiente e não mostravam sinais de melhora em um momento chave da temporada”, anunciou a direção do clube, em nota oficial. “O Conselho [administrativo do clube] manifesta gratidão pelo seu trabalho e expressa decepção pelo fim precoce deste relacionamento”.

Substituto de Carlo Ancelotti, Villas-Boas chegou ao Chelsea no início da temporada europeia sob certa desconfiança, apesar dos títulos conquistados pelo Porto, no ano passado – foi campeão nacional e da Liga Europa, entre outros. Com apenas 34 anos, o português desembarcou em Londres com uma curta experiência de dois anos como técnico. Mas contava com o respaldo de José Mourinho, campeão inglês à frente do Chelsea.

Villas-Boas, contudo, não sucumbiu à pressão da diretoria e da torcida. Pelo Campeonato Inglês, ele acumulou sete derrotas, sete empates e 13 vitórias. A situação é mais desfavorável na Liga dos Campeões. O Chelsea precisa reverter a derrota sofrida para o Napoli, por 3 a 1, na Itália, no jogo de ida, para garantir vaga nas quartas de final.

No duelo da volta, marcado para o dia 14, o Chelsea será comandado pelo interino Roberto Di Matteo. Ex-jogador do time, Di Matteo deverá ficar no comando da equipe até o fim da temporada, no meio do ano.

(Com Agência Estado)