Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após gol de Alan Patrick, elenco já considera Ganso substituível

Se Paulo Henrique Ganso decidiu a classificação do Santos nas oitavas de final da Libertadores ao aproveitar passe de Neymar e fazer o único gol dos dois confrontos contra o América do México, Alan Patrik já fez mais. O substituto do camisa 10, vetado por lesão muscular, marcou na vitória por 1 a 0 sobre o Once Caldas, na Colômbia. E ganhou ainda mais apoio para ser decisivo também no domingo, na final do Campeonato Paulista.

‘O Alan já mostrou sua qualidade. Fez um grande jogo, fez o gol e nos deu a vitória. O Santos tem grandes jogadores e ninguém é insubstituível’, exaltou o goleiro Rafael, sem entrar em detalhes, mas deixando claro que a resposta do elenco às críticas da torcida pela possível saída de Ganso é fortalecer os garotos que vem das categorias de base do clube.

Na quarta-feira, mais uma vez Neymar construiu uma jogada que resultou em gol. Desta vez, ele veio dos pés de Alan Patrick, feito que deixou o time ainda mais perto das semifinais da Libertadores. As redes balançadas em Manizales, entretanto, têm efeito ainda mais imediato: a confiança do meia para o clássico do fim de semana.

‘Estou preparado sempre. Fizemos uma bela partida na Colômbia, conseguimos nosso objetivo e fico feliz pelo apoio de todos. Mas tenho que dar continuidade ao meu trabalho. No domingo é outra decisão e não podemos falhar’, discursou o jogador, ainda tímido diante do assédio.

A reação de Alan Patrick ao sucesso é algo que preocupa até Neymar. No intervalo do primeiro jogo da final do Estadual, o atacante, ciente de que o meia substituiria o lesionado Ganso, foi conversar pessoalmente com o amigo no campo para alertá-lo: a missão era fazer tudo como ele executa nos treinos.

Cotado como sucessor de Ganso na camisa 10 do Peixe, Alan Patrick já esteve no lugar do armador no segundo semestre do ano passado e conseguiu ser convocado para a seleção brasileira que conquistou o Sul-Americano sub-20 no início deste ano. Agora, pretende ser ainda mais decisivo para vestir a faixa de campeão paulista.

‘Foi uma vitória importante [1 a 0 sobre o Once Caldas, na ida das quartas de final da Libertadores], ainda mais porque foi fora de casa. Temos que comemorar mesmo. Mas agora é pensar no Corinthians. Queremos ser campeões’, disse Alan, em palavras simples que podem significar jogadas decisivas na Vila Belmiro.