Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após despedida, Fernanda Venturini recebe homenagem de patrocinador

Apesar de não ter recebido nenhuma homenagem por parte da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o que inclusive gerou críticas por parte de seu marido e técnico do Unilever Bernardinho, Fernanda Venturini não foi esquecida no dia da sua despedida das quadras.

A levantadora de 41 anos de idade, uma das melhores da posição na história do vôlei mundial, recebeu uma homenagem de Júlio Campos, vice-presidente de vendas da Unilever, patrocinadora do time vice-campeão da Superliga em 2012.

‘A Fernanda é um grande exemplo de profissionalismo. Ela não só voltou para mostrar seu talento em quadra, como desequilibrou em vários jogos. Ela mudou inteira, se dedicou de corpo e mente à Superliga. Quero agradecer pessoalmente à Fernanda, por esse exemplo de profissional e de mulher que ela é’, ressaltou Campos, que presenteou Venturini com um par de brincos confeccionado pelo joalheiro Antônio Bernardo.

Mesmo após a tristeza pela derrota para o Sollys/Nestlé, na decisão da Superliga, Fernanda agradeceu a homenagem.

‘É gostoso demais receber essa homenagem. Por mais que o time ganhe ou perca, o que fica é o nosso trabalho. As equipes nunca permanecem as mesmas, algumas jogadoras vão, outras ficam, é o esporte’, frisou a jogadora. ‘Agora, não vejo a hora de chegar em casa e abraçar minha filha mais nova (Vitória, 2 anos)’, comentou Fernanda, acrescentando que ficou surpresa com a quantidade de fãs que foram vê-la no ginásio do Maracanãzinho. ‘Foi muito gostoso. Eu nem imaginava que tinha tantos fãs. Gente da Bahia, da Paraíba…’, finalizou.

Em sua brilhante carreira, a levantadora Fernanda Venturini, natural de Araraquara (SP), participou de quatro Olimpíadas (Seul-88, Barcelona-92, Atlanta-96 e Atenas-04) e ganhou doze títulos nacionais de clubes. O último deles foi pelo Rexona/Ades, atual Unilever, na temporada 2005/06.