Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após 3 meses afastado, Adriano volta a treinar no Santos

Por Sanches Filho

Santos – A segunda-feira foi especial para Adriano. Três meses depois de sofrer grave contusão no tornozelo direito no jogo contra o Atlético Goianiense, no Pacaembu, o volante foi liberado pelo departamento médico e pela primeira vez correu em volta do campo 3 do Centro de Treinamento Rei Pelé. Foi mais um passo no processo de sua recuperação. Ele tem esperança de voltar a jogar ainda na fase de grupos da Libertadores.

“Quem sabe contra o Internacional (dia 8 de março, na Vila Belmiro) eu tenha condições para ficar no banco”, afirmou Adriano. “Já me sinto muito bem e o trabalho agora é recuperar o condicionamento físico e a musculatura, principalmente da panturrilha direita. Quero voltar logo e, para isso, vou trabalhar forte nos próximos dias”.

A ausência no Mundial de Clubes, em dezembro de 2011, no Japão, foi a sua grande frustração após a lesão. Por isso, o jogador não via a hora de voltar a treinar no campo e espera poder ajudar a equipe a vencer a Libertadores para jogar novamente o Mundial no final deste ano.

“Já estava fazendo algumas atividades na esteira, mas trabalhar no campo é diferente. Estou muito feliz, pois além de ficar mais perto dos meus companheiros, é sinal de que mais uma etapa da recuperação foi superada”, comemorou o meio-campista, após correr cinco mil metros.

Assistir pela televisão ao Santos disputar o Mundial, com a sensação de que poderia estar em campo sendo útil para o time, não foi o único prejuízo de Adriano. Depois de ter sido fundamental nas conquistas do bi no Campeonato Paulista e do terceiro título da história da Copa Libertadores, com valorização dos jogadores, a diretoria deu aumento para a maioria dos titulares. Até agora, Adriano, que ganha R$ 30 mil mensais, menos que o reserva Pará, ainda não foi lembrado. O seu contrato termina em agosto de 2013 e a sua vontade é continuar no Santos, mas com o seu trabalho sendo reconhecido.