Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Andrés quer Tevez, mas não pagará 40 milhões de euros

Por Vítor Marques

São Paulo – O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, reforçou nesta terça-feira o interesse do clube em voltar a contar com o futebol de Carlitos Tevez, mas negou que esteja disposto a oferecer os mesmos 40 milhões de euros anunciados anteriormente como oferta para tirar o jogador do Manchester City, na última janela de transferências do futebol europeu.

O dirigente revelou que pretende fazer uma nova proposta pelo argentino no início do próximo ano, quando espera fechar a contratação do atacante por um valor bem mais baixo do que o anterior. “Fizemos a proposta na janela, ele é um jogador que nos interessa, mas só em janeiro e vamos ver se tem uma possibilidade, 40 milhões euros ele não vale mais. Vou fazer uma oferta bem abaixo disso, se eles vão aceitar eu não sei, a distância é enorme (de grana). Tenho um valor, mas não vou falar, a carta de 40 milhões que está lá (na Inglaterra) não vale mais nada. Já pensou se ele trouxer esses problemas para cá?”, afirmou Andrés, em entrevista coletiva.

O mandatário corintiano ainda disse confiar na desvalorização de Tevez na hora de tentar contratá-lo, acreditando que “depois de todos os problemas (enfrentados pelo jogador ele) deve valer menos”. “Hoje eu não pago 40 milhões, o PSG ofereceu 45 milhões”, repetiu Andrés, falando também do interesse do time de Paris pelo atacante.

Andrés ainda assegurou que hoje o Corinthians não negocia com nenhum jogador. “Hoje eu não quero pensar em contratação. Hoje na mídia saíram os nomes do Kléber (do Palmeiras), do Montillo (do Cruzeiro). Essas especulações prejudicam muito o time. Não é o momento e isso vai começar em novembro, quando o campeonato (Brasileirão) já estiver mais definido”, assegurou.

TITE E ADRIANO – Além de falar sobre Tevez, Andrés abordou a situação de Tite e Adriano para 2012, quando espera poder contar com os dois no Corinthians. “Primeiro temos que renovar o contrato do treinador, que termina no final do ano. Deixar apalavrado com o Tite e ver se ele aceita a proposta do Corinthians”, disse o dirigente.

Já ao comentar sobre Adriano, o dirigente mostrou não ter pressa para tratar da permanência ou não do atacante, que estreou pelo Corinthians apenas no último domingo, contra o Atlético-GO. “Vamos esperar janeiro para ver a renovação do Adriano. Ele tem contrato até o meio do ano”, avisou.