Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anderson Silva está bem, mas dores vão voltar, diz médico

Lutador chegou a perder sensibilidade nas pernas e foi internado. Segundo seu médico, Anderson já sentia as dores e nada têm a ver com a cirurgia na perna

Depois de passar mal durante um treino de jiu-jitsu nesta segunda-feira e passar a noite no hospital, o lutador Anderson Silva está em casa, tranquilo, e seu médico e treinadores garantem que o fato ocorrido não inspira maiores preocupações e, por isso, a luta contra Nick Diaz no UFC 183, dia 31 de janeiro, está confirmada. Segundo o médico da Comissão Atlética de MMA Marcio Tannure, Anderson “já sentia essas dores antes, que não têm nada a ver com o procedimento cirúrgico que ele sofreu após a luta com Chris Weidman” – Anderson colocou um pino na perna esquerda no fim de 2013, após fraturar a canela.

Leia também:

Sem sentir a perna, Anderson Silva passa a noite internado

Anderson Silva assina por mais quinze lutas com o UFC

Anderson volta ao UFC renovado – e mais humilde, garante

‘Anderson: ‘Eu não paro enquanto não pegar meu cinturão’

Segundo informação do site do UFC, o resultado dessas dores é uma doença conhecida como lombalgia, mais comum em atletas de esportes de contato. Segundo Tannure, a recuperação é simples e Anderson poderá voltar a entre entre dez e quinze dias, e segue se tratando com medicamentos e fazendo sessões de fisioterapia.

“A prevenção para esse tipo de problema é feita com fortalecimento e equilíbrio muscular, além de dosar as cargas nos treinos”, disse Tannure, explicando que a lesão não é tão grave, mas pode voltar a incomodar o atleta. “As dores podem voltar. Mas não é nada que vá atrapalhar sua carreira.”