Alemanha vence EUA no Recife e os dois se classificam

Mesmo sem ‘jogo de compadres’, americanos avançaram às oitavas

Antes da partida desta quinta-feira, havia suspeitas de que alemães e americanos poderiam fazer o chamado “jogo de compadres”, já que um empate na Arena Pernambuco classificaria ambas as equipes às oitavas de final. Somava-se a isso a boa relação entre os treinadores das equipes: Jürgen Klinsmann, dos Estados Unidos, e Joachim Löw, da Alemanha, formaram a comissão técnica da seleção europeia em 2006 e, desde então, mantêm fortes laços de amizade. O que se viu em campo, no entanto, não teve clima amistoso. A Alemanha superou a firme marcação dos americanos e venceu por 1 a 0, com gol do artilheiro Thomas Müller. Com isso, os europeus terminaram o Grupo G na primeira colocação e enfrentarão o segundo colocado do grupo H nas oitavas de final. Apesar da derrota, os Estados Unidos se beneficiaram da derrota de Gana para Portugal e também avançaram. Na próxima fase, os americanos enfrentarão o líder do Grupo H (muito provavelmente, a Bélgica).

Leia também:

Ronaldo crê que seu recorde será superado. Não só por Klose

Jogos suspeitos das Copas têm Alemanha e, sim, Holanda

O jogo correu risco de não acontecer devido às fortes chuvas na capital pernambucana. No entanto, a drenagem do gramado se mostrou bastante eficiente e não atrapalhou o espetáculo. Na primeira etapa, a Alemanha teve dificuldades para furar o bloqueio americano. A melhor chance aconteceu apenas aos 34 minutos, quando Mesut Özil arriscou chute rasteiro e Tim Howard fez boa defesa. O americano Graham Zusi quase surpreendeu Manuel Neuer com um chute de longe, mas a primeira metade terminou com mais divididas fortes do que lances de efeito.

Na segunda etapa, Miroslav Klose entrou no lugar do apagado Lukas Podolski. O atacante da Lazio estava disposto a alcançar seu 16º gol em Mundiais e ultrapassar Ronaldo como o maior artilheiro de todas as Copas. No entanto, quem balançou as redes primeiro foi o seu novo concorrente ao posto. Aos nove minutos, Thomas Müller pegou sobra na área de primeira e, com categoria, acertou o canto de Howard. Este foi o quarto gol de Müller nesta edição (é o artilheiro, ao lado de Lionel Messi e Neymar). Aos 24 anos, ele já tem nove gols em Mundiais.

Consciente do resultado entre Gana e Portugal, os jogadores americanos não aceleraram o ritmo em busca do empate e a Alemanha seguiu controlando o jogo. A Alemanha ainda voltou a assustar com chute de Benedikt Howedes, mas a bola passou a direira de Howard. Os Estados Unidos tiveram a chance do empate no último minuto, em duas chances desperdiçadas por seu principal jogador, Clint Dempsey. No fim, Löw e Klinsmann se abraçaram e deixaram a Arena Pernambuco satisfeitos com a classificação.