Marlone, do Corinthians, é finalista do Prêmio Puskás

O meia do futebol brasileiro despachou craques como Neymar e Messi para concorrer ao gol mais bonito de 2016; entre os técnicos, Zidane está na final

A Fifa anunciou na manhã desta sexta-feira a lista dos finalistas do Prêmio Puskás, dado ao gol mais bonito de 2016. O meio-campista Marlone, do Corinthians, despachou concorrentes como Messi e Neymar (clique aqui para ver os gols descartados) e foi escolhido entre os três melhores, ao lado de Daniuska Rodriguez, da seleção feminina da Venezuela, e Mohd Faiz Subri, do Penang, clube da Malásia. O brasileiro é um dos favoritos pelo gol de voleio marcado contra o Cobresal, na goleada por 6 a 0, em partida válida pela Libertadores. No ano passado, o vencedor foi o brasileiro Wendell Lira, que também havia vencido Messi na votação.

Agora, uma nova votação, definida pelo público via internet, irá determinar o vencedor do Puskás, que receberá o prêmio em Zurique, na Suíça, em 9 de janeiro de 2017, na festa de gala da Fifa onde também será eleito o melhor jogador do mundo da temporada. A votação se encerrará durante o evento. Confira abaixo os gols que concorrem ao Puskás 2016:

Marlone – Corinthians x Cobresal (Libertadores)

Daniuska Rodriguez – Venezuela x Colômbia (Sub-17)

Mohd Faiz Subri – Penang x Pahang (Liga da Malásia)

 

Melhor técnico

Zinedine Zidane, do Real Madrid, Claudio Ranieri, do Leicester, e Fernando Santos, da seleção portuguesa foram escolhidos entre os três finalistas para melhor técnico do ano. O francês, que assumiu o Real Madrid após a demissão de Rafa Benítez em seu primeiro ano como treinador, conseguiu levar o time até a conquista da Liga dos Campeões na última temporada, o 11º título da equipe no torneio. No momento, lidera o Campeonato Espanhol com boa vantagem para o vice-líder Barcelona.

O italiano Claudio Ranieri foi o comandante do “conto de fadas” do Leicester, que realizou uma das maiores façanhas da história do futebol ao vencer, surpreendentemente, o campeonato inglês com um time sem estrelas. A campanha impressionante e imprevisível do Leicester fez com que a equipe, cotada até para rebaixamento no início do torneio, ficasse com o título de uma das mais disputadas ligas europeias, o que rendeu a indicação para Ranieri.

Fernando Santos foi o responsável por levar Portugal ao primeiro título de sua história, o da Eurocopa, após bater a anfitriã França na grande final. A conquista teve contornos dramáticos, já que o time chegou perto de ser eliminado na primeira fase e perdeu o astro Cristiano Ronaldo por lesão no jogo do título.

(Com Gazeta Press)

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Antonio Augusto Simoes

    Esse não é do Corintians, está no Corintians. Marlone é do Vasco. Foi formado no Vasco. Estudou, se alimentou e dormiu no clube desde tenra idade, morou no clube até sair. Aliás, o Vasco é um clube com tradição formadora de grandes jogadores, a lista é imensa. Cito um dos maires de todos os tempos, Romário. O Corintians é um engenheiro de obras feitas, os gambás entendem bem disso.

    Curtir

  2. amaurilio sampaio

    O que é Vasco? Kkkkkkk

    Curtir