Zabelê: espiritual, mas sem igreja

Filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, a cantora é a única da família que não se tornou evangélica

Em entrevista a VEJA, a cantora Zabelê fala sobre seu segundo CD, que terá repertório de Jorge Mautner e Moraes Moreira. Filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, ela se define como pop e diz que quer atingir a massa. “O estilo Zabelê é a mistura de tudo o que eu ouvi: tem Baby, Pepeu, Novos Baianos e Michael Jackson“, diz. É uma mistura do que recebi em casa. Cresci com muita liberdade: fui criada por pais hippies, que sempre conversaram com a gente sobre tudo.”

Única filha de Baby que não se tornou evangélica, Zabelê diz que se conecta com Deus através da natureza. “Não preciso de uma igreja para me sentir conectada. Não me identifiquei com a religião evangélica”. Ela conta que apoiou o namoro, recém-terminado, da mãe com Walter Casagrande. “É ótimo a pessoa namorar. Foi um namoro muito comentado. Qual é o problema, gente? Só porque ela disse que não tinha relação sexual com ele? Quem segue essa religião tem esse pensamento. As pessoas têm de sentir dentro do coração qual é o caminho para ser feliz”.

Compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João do Goiás

    Com um nome desses, só se ela fundasse a própria igreja evangélica! Mas, com certeza, não atrairia fiéis…

    Curtir

  2. Mallone Moraes Barros

    Esse João aí deve ser protestante, respeita as diferenças sabichão, as escolhas individuais de cada um, se Deus deu livre arbítrio quem é vc ou eu ou o papa para questionar cada ser, respeita só isso e viva sua vida do jeito que acha certo sem restringir​ as dos demais, evolui ser.

    Curtir

  3. João, ela está livre para pensar qualquer estupidez, inclusive ser qualquer besteira, como ateia.

    Curtir

  4. A Veja tem uma posição bem anti evangélica. Sempre que tem oportunidade aproveita para falar mal da igreja evangélica. Teriam coisas mais uteis jornalisticamente para falar da cantora do que atacar a religião dela ou dos outros. Matéria inútil que tem o único objetivo de criticar evangélico. O ataque é muito sutil mas bem perceptível.

    Curtir

  5. José Carlos Lopes de Oliveira

    “Não preciso de uma igreja para me sentir conectada…//…”
    Zabelê diz que se conecta com Deus através da natureza.
    É isso mesmo, ela está certíssima.
    Se quiserem viver bem com Deus, se afastem das religiões.

    Curtir

  6. José Carlos Lopes de Oliveira

    João do Goiás – infeliz e grosseiro o seu comentário.
    Absolutamente desnecessário em tempo, lugar e pessoa.

    Curtir