Viola Davis vence atriz coadjuvante e vai às lágrimas em discurso

Americana ganhou seu primeiro Oscar por 'Um Limite Entre Nós'

Viola Davis deixou a política de lado e se emocionou bastante ao ganhar o primeiro Oscar de sua carreira, neste domingo. A americana subiu ao palco para receber a estatueta de melhor atriz coadjuvante pelo papel de Rose em Um Limite Entre Nós. “Há apenas um lugar onde as pessoas com muito potencial se reúnem e esse lugar é o cemitério. As pessoas me perguntam o tempo todo que tipo de história eu quero contar. Eu digo que é necessário exumar esses corpos, essas histórias, as pessoas que sonharam, sonhos grandes. Eu me tornei uma artista, graças a Deus, porque é a única profissão que celebra o que é viver uma vida”, disse.

“Esse prêmio é para August Wilson (autor da peça de teatro em que Um Limite Entre Nós se baseia), que exumou e exaltou as pessoas comuns”, continuou. “Meu capitão, Denzel Washington, obrigada por colocar duas entidades no banco da frente, August Wilson e Deus”, disse, mencionando o diretor do longa, que também atua ao lado dela como o protagonista Troy Maxson.

Já com lágrimas nos olhos, Viola, que havia sido indicada outras duas vezes ao Oscar em cerimônias anteriores, agradeceu à sua família. “Às pessoas que me ensinaram a falar, a amar, a segurar um prêmio, meus pais. Sou tão grata por Deus ter escolhido vocês para meus pais nesse mundo. Minhas irmãs que trabalharam comigo. Meu marido e minha filha, minha gênese, vocês me ensinam todos os dias como viver, como amar.”

Viola Davis ganha melhor atriz coadjuvante por 'Um Limite Entre Nós' (Foto: Divulgação/ Paramount Pictures)

Viola Davis ganha melhor atriz coadjuvante por ‘Um Limite Entre Nós’ (Foto: Divulgação/ Paramount Pictures)