Victor empurra a mulher em imagem de câmera de segurança

Advogado do cantor deve convocar uma entrevista coletiva em Belo Horizonte tão logo tenha acesso ao relatório da delegada Danúbia Quadros

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, as imagens usadas como base para o indiciamento do sertanejo Victor Chaves, acusado de agredir a mulher, Poliana, grávida do segundo filho do casal, mostram o cantor empurrando a esposa dentro do prédio onde moram, em Belo Horizonte. A delegada responsável pelo caso, Danúbia Quadros, não informa, porém, em que área do condomínio a cena foi captada nem pretende divulgar as imagens anexadas ao processo. Procurado, o advogado de Victor, Felipe Martins Pinto, não foi encontrado para comentar o inquérito. De acordo com a assessoria de imprensa da dupla, no entanto, Martins Pinto deve convocar uma entrevista coletiva em Belo Horizonte tão logo tenha acesso ao relatório da delegada Danúbia Quadros.

Nesta terça-feira, a Polícia Civil mineira anunciou ter decidido pelo indiciamento do cantor sertanejo Victor pelo crime de “vias de fato” no contexto de violência doméstica. “A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que relatou à Justiça o inquérito instaurado a partir da denúncia de agressão registrada por Poliana Bagatini Chaves. Assim, diante das provas coletadas, a PCMG concluiu pelo indiciamento de Victor Chaves pela contravenção penal prevista no artigo 21, do Decreto Lei 3.688/41, vias de fato, conforme demonstrado no laudo pericial das imagens das câmeras de segurança do prédio e pelo depoimento da vítima”, diz nota enviada à imprensa pela Polícia Civil de Minas Gerais.

Entenda o caso

No dia 24 de fevereiro, Poliana Bagatini Chaves registrou um boletim de ocorrência contra o marido, Victor Chaves. A assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais informou que Poliana afirmou ter sido derrubada no chão e chutada diversas vezes. Victor negou as acusações e falou sobre o caso no programa Fantástico. Depois, Poliana retirou as acusações. O exame de corpo de delito não indicou agressão.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Tadeu Monteirinho

    Meu Deus, que barulho por causa de um empurrão! Se fosse um Zé Ninguêm, não dava este barulho né?

    Curtir

  2. Esse VITOR MANÉ não entendeu que quanto mais ele tenta explicar o inexplicável mais essa M.E.R.D.A..fede……….POR QUE NÃO TE CALAS VITOR ?????

    Curtir

  3. Vitor já foi julgado e condenado pela sociedade…..agora é sair de cena e parar de ficar fazendo filmetes, entrevistas, e bla bla bla……..te manca cara . VAZA

    Curtir

  4. Fabianev Gullenko Zremeni

    blah blah blah…mulher gosta de status..é so ele terminar com essa..e vem montes querendo ! Se um goleiro MATOU uma mulher e tem muitas que querem..( $$$ famoso ) imagina esse aí .

    Curtir

  5. Jose Roberto

    Essa historinha já cansou. A quem interessa além do delegado, Juíz e o promotor do caso? Esse cara é o típico famoso fabricado, sem talento algum e que a indústria fonográfica e a R E D E BO BO nos enfiam goela abaixo. Parem de noticiar essa patifaria.

    Curtir

  6. Rachel de Lima Reis

    É assim que começa, um empurrãozinho aqui outro ali, as coisas vão tomando outro rumo, aí qdo a mulher quer se separar, eles fazem beicinho e matam, não podem ser contrariados. E agora estão aperfeiçoando matam os filhos também. O problema é q/ não vai acontecer nada, daqui a pouco surge outro caso e vamos vivendo.

    Curtir