Tribalistas lançam ‘álbum visual’, 15 anos após o primeiro

O estilo é o mesmo: melodias suaves, quase lullabies, vocais entre o macio e o melancólico e letras que parecem feitas para crianças

“Gravamos uma música por dia, tudo filmado, é um disco que você escuta melhor assistindo”, disse Marisa Monte no vídeo-show (abaixo) transmitido ao vivo no Facebook por ela, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes na noite desta quarta-feira, para anunciar a chegada do segundo disco dos Tribalistas, trio formado por eles, quinze anos após o primeiro. De fato, como se pode conferir no perfil oficial de Marisa, que o cede ao grupo no Facebook, as músicas ganharam um registro visual íntimo, feito dentro do estúdio.

“Esse espírito coletivo, o prazer de estar juntos, o traço autoral e o processo imersivo”, disse também Marisa no vídeo ao vivo, destacando quais características do primeiro disco podem ser encontradas no segundo.

O novo álbum segue de fato a linha do anterior. O estilo é aquele mesmo: melodias suaves, quase lullabies, vocais entre o macio e o melancólico e letras que parecem feitas para crianças. Basta lembrar de canções do CD de estreia que fizeram sucesso, com direito a inserção em novelas da Globo, caso de Velha Infância e Já Sei Namorar.

As quatro faixas divulgadas nesta quarta-feira, Diáspora, A Aliança, Um Só e Fora da Memória, podem ser ouvidas no Spotify e no Youtube (abaixo). No Facebook, podem ser também vistas. Os três, Marisa, Arnaldo e Brown, dividem a autoria das canções. Algumas faixas contam com parcerias com músicos como Pedro Baby, filho de Baby do Brasil e de Pepeu Gomes. O disco completo sai no fim do mês, junto com um especial na TV Globo, previsto para 31 de agosto.