Trancoso-BA terá festival de música erudita em março

Por AE

São Paulo – Um novo festival de música erudita será realizado em Trancoso, na Bahia. Empresários comandados por Sabine Lovatelli, presidente do Mozarteum Brasileiro, reuniram músicos de orquestras como a Filarmônica de Berlim, as pianistas Katia e Marielle Labèque e os instrumentistas da Orquestra Juvenil da Bahia para a primeira edição, que vai de 17 a 24 de março.

Os concertos e masterclasses serão realizados em um anfiteatro desenhado pelo arquiteto luxemburguês François Valentiny, que, entre outros projetos, criou o Mozarthaus de Salzburgo. “Ele se interessou de cara pelo projeto”, diz Sabine, que conta como surgiu a ideia do festival. “O idealizador foi o empresário austríaco Reinhold Geiger. Tivemos algumas conversas e aos poucos o festival foi tomando forma, com a participação de outros empresários que têm ligação com a região. Ficamos entusiasmados em levar a música clássica para a região e, ao mesmo tempo, oferecer empregos e fontes de renda para uma população que sofre com a baixa temporada do turismo.”

No ano passado, Sabine e Valentiny passearam pela região em busca de um lugar para o anfiteatro. “Ele fotografava tudo e mandava para seu escritório em Luxemburgo. Quando chegamos em casa, já nos haviam mandado um pré-projeto”, conta. “Pensamos em montar o teatro no cânion, não queríamos nada muito longe da cidade, na montanha. Mas, até que todas as autorizações de órgãos como o Ibama saíssem, optamos por montá-lo no alto das falésias, no Terra Vista Golf Resort, que tem um visual lindo. Agora, já temos todas as autorizações e, como é possível montar e desmontar o anfiteatro, no próximo ano podemos pensar em usar o cânion.”

Segundo Sabine, a edição de 2012 servirá como um “teste”. Nos dois fins de semana do festival, serão apresentados concertos com a Orquestra Juvenil da Bahia, que vai interpretar highlights de grandes obras do repertório erudito. “E, durante a semana, teremos concertos de câmara com uma mistura interessante de repertório. Em uma noite, tocam as irmãs Labèque; em outra, elas dividem o palco com os músicos convidados, em uma jam session a partir de temas de Tom Jobim. César Camargo Mariano fará show ao lado de amigos como Mônica Salmaso e Téo Cardoso”, adianta Sabine.

Em outra noite, os alunos farão música de câmara com os professores. “Esse aspecto pedagógico é uma das preocupações do Mozarteum e quisemos mantê-lo em Trancoso. Foi também nesse sentido que convidamos a Orquestra Juvenil da Bahia, comandada pelo Ricardo Castro.”

O anfiteatro terá espaço para 800 pessoas e será todo revestido com tecido, o que permite trabalhar com projeções. Todos os concertos terão entrada franca. “Queremos atrair a população local, que poderá ter acesso livre às apresentações. Da mesma forma, os alunos de todo o Brasil que se interessarem em ter aulas poderão se inscrever gratuitamente e não vão pagar nada por isso”, diz Sabine. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.