Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Tapas & Beijos’ termina antes das brigas, diz Andréa Beltrão

Série sai do ar na noite desta terça-feira, depois de cinco temporadas, nove a menos que ‘A Grande Família’, que acabou com muitas discussões no elenco. Mas deixa tanta saudade quanto ela

Sueli (Andréa Beltrão) e Fátima (Fernanda Torres) têm uma noitada decisiva nesta terça-feira. É quando vai ao ar, depois de A Regra do Jogo, o último episódio de Tapas & Beijos, série de humor de Claudio Paiva que nos últimos cinco anos vem rendendo à Globo uma boa audiência, hoje por volta dos 18 pontos na Grande São Paulo. Se as amigas, que por quase todo o seriado dividiram o apartamento e a tarefa de vender os vestidos da loja Djlma Noivas, em Copacabana, vão terminar com seus pares românticos, o apaixonado empresário da noite Jorge (Fábio Assunção) e o trambiqueiro cafajeste Armane (Vladmir Brichta), é preciso ver o capítulo para descobrir. De todo modo, o programa já tem garantido um final feliz. “Cinco anos foram um tempo ótimo. Paramos em bom momento, em que há ainda uma amizade enorme entre todos, muito afeto e saúde mental”, diz Andréa Beltrão, emigrada do elenco de outra série de sucesso, A Grande Família, que saiu do ar, no ano passado, depois de catorze anos e alguns quebra-paus nos bastidores.

LEIA TAMBÉM:

‘A Grande Família’ dá adeus após 14 anos de bom ibope

‘Pequeno Dicionário Amoroso’ quer ser nosso ‘Antes do Amanhecer’

De acordo com a atriz, a duração mais enxuta de Tapas & Beijos foi algo discutido por toda a equipe já na terceira temporada da série. “O grupo todo, elenco, direção, redatores, achou que precisava colocar um ponto final no programa, porque muitas pessoas do grupo, eu inclusive, gostariam de fazer outros projetos e não ficar ali indefinidamente só pelo fato de a série ser um enorme sucesso de audiência”, conta Andréa, que em A Grande Família viveu por oito anos a manicure Marilda, amiga do peito de Dona Nenê (Marieta Severo).

Tapas não terminaria agora, se a gente não fizesse um movimento um ano e meio atrás de combinar com a Globo a preparação do fim do seriado e do seu substituto, Mr. Brau“, diz a atriz. “Foi uma decisão de todos, democrática e unânime. É difícil você amarrar um elenco tão grande por tanto tempo. Éramos quinze atores, e muitos queriam experimentar outras coisas. A gente sai, como diz o Pelé, ‘lá em cima’. Foi um tempo preciso.”

No momento, Andréa diz não ter planos – ela quer descansar. A atriz, que por treze anos seguidos se dedicou à comédia na TV, acaba de estrear o filme Pequeno Dicionário Amoroso 2, de Sandra Werneck, uma comédia romântica – e dramática – em que faz Luiza, a protagonista em crise no casamento e às voltas com um amor do passado.

A partir da próxima semana, Tapas & Beijos dará lugar a um projeto do cineasta Jorge Furtado com Lázaro Ramos à frente. O ator baiano, que já trabalhou com o diretor gaúcho em O Homem que Copiava (2003) e Saneamento Básico, O Filme (2007), viverá um músico famoso, cuja mulher, vivida por Taís Araújo, esposa de Ramos na vida real, controla toda a sua vida.