Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sharon Stone processa produtor que a envolveu em fraude

A atriz entrou com ação contra Bob Yari alegando que ele tentou convencê-la falsificar documentos para poder filmar longa em Cuba

Sharon Stone entrou com processo contra o produtor Bob Yari (de Crash: No Limite) e sua empresa, informa o site da revista The Hollywood Reporter. A atriz afirma que Yari tentou fazê-la falsificar documentos para poder filmar a cinebiografia do escritor americano Ernest Hemingway, Papa, em Cuba.

Leia também:

Sharon Stone lança filme e já procura emprego

Rodrigo Santoro atua em filme sobre Ernest Hemingway

A ação, obtida pelo site, afirma que Yari e as empresas Magenta Light Productions e Sixth Floor Literary Properties tentaram convencer Sharon a participar de um esquema fraudulento para fugir dos requisitos exigidos pelo governo americano em 2012. A atriz alega que foi convidada a abrir mão de outros projetos para se comprometer com o filme, baseado na falsa premissa de que Yari tinha os documentos necessários para gravar em Cuba.

Segundo o Hollywood Reporter, os acusados negaram a história, mas concordaram em fazer um contrato de depósito de 500.000 dólares no nome da atriz. De acordo com o processo, quando Sharon afirmou que não viajaria sem os documentos corretos, foi avisada de que seu papel, o de Mary Hemingway, esposa do escritor, seria dado a outra atriz e informada de que precisaria devolver uma peruca emprestada a ela para fazer o filme.