Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senadora americana vai ao Twitter contra estupro em ‘Game Of Thrones’

Claire McCaskill, congressista do Estado americano de Missouri, afirmou estar cansada das 'cenas gratuitas de abusos nojentos e inaceitáveis' da série, que promete deixar de ver

Não é novidade que Game Of Thrones (A Guerra dos Tronos) se tornou um dos produtos mais rentáveis da HBO. Não à toa, o canal luta para impedir o vazamento dos episódios e manter o ineditismo da história. Mas, se por um lado a série baseada nos livros de George R. R Martin conquistou inúmeros fãs que se surpreendem com a sua narrativa épica, por outro as constantes cenas de abusos e violências incomodam parte dos seguidores. Este é o caso da senadora americana Claire McCaskill que publicou em seu Twitter uma nota de repúdio ao seriado.

LEIA TAMBÉM:

‘Game of Thrones’ bate recorde com estreia de temporada

HBO quer mais de sete temporadas de ‘Game of Thrones’

Estranhos em uma terra estranha

“Ok, estou cansada de Game of Thrones. Cenas gratuitas de estupros nojentos e inaceitáveis. Foi uma jornada intensa, mas que acaba agora”, disse Claire na mensagem publicada no microblog, em que se refere aos acontecimentos do último episódio.

Segundo o site da revista Entertainment Weekly, a senadora não foi a única a se incomodar e a romper com a série após o capítulo de domingo. Blogs feministas e vários fãs comentaram no site americano sobre as cenas fortes e desnecessárias entre as personagens de Sansa Stark e o sádico Ramsay Bolton.

Apesar do histórico com fãs revoltosos que afirmam abdicar da série e não aceitam alguns dos acontecimentos, como o caso da morte de Ned Stark e o Casamento Vermelho, a realidade é que Game Of Thrones continua um sucesso de audiência. Durante a estreia da quinta temporada, a série bateu o próprio recorde de audiência com 8 milhões de espectadores, segundo dados divulgados pela empresa de consultoria Nielsen.