Ouça ‘Rato Miúdo’, faixa de Gil liberada 41 anos após censura

Música foi vetada pela censura por conter frases do certificado de reservista do compositor, Jorge Alfredo

Depois de 41 anos guardada nos arquivos, uma faixa gravada por Gilberto Gil vêm à luz. O compositor Jorge Alfredo colocou no YouTube a música Rato Miúdo, gravada por Gil para o álbum Refazenda, de 1975. Segundo Alfredo, a música foi proibida pela censura e por isso saiu do disco. “Rato Miúdo foi censurada por causa do refrão que reproduzia os dizeres do meu certificado de reservista: ‘Por ter sido julgado incapaz, definitivamente, podendo exercer atividades civis’. Gil teve que retirar a música do show e do LP Refazenda, e não colocou nenhuma no lugar”, disse o compositor, em seu site Cadernos de Cinema.

“Por apontamentos, eu sei / escrever amor em dimensões contrárias / Áreas claras, eu sei / Escrever você / Mas esse rato miúdo / passeando no quarto / esse rato miúdo, / esse rato me mata / Me tira da cama, / me joga no chão / Mais cedo, / mais ágil, / Mais forte ou mais frágil / no chão / Por ter sido julgado incapaz, / definitivamente, / podendo exercer atividades civis”, diz a letra.

LEIA TAMBÉM
Dylan mereceu: é claro que letras podem ser literatura
Chico, Caetano: que brasileiros fazem letras literárias?

Além de sair do álbum, Rato Miúdo também foi excluída da turnê de divulgação do álbum Refazenda e nunca regravada. Segundo Alfredo, caso a música tivesse sido lançada, poderia ser considerada o primeiro reggae brasileiro. Hoje, Refazenda é considerado um disco clássico. Refazenda, Tenho Sede e Lamento Sertanejo são alguns dos hits do disco.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Aloisio Barros

    Deveria ser censurada de novo. Música de petralha deve ir pro lixo.

    Curtir

  2. Andrey Tchepurnoy

    Nossa q porcaria de musica

    Curtir