Príncipe Harry fala sobre a morte da mãe, Diana: ‘É OK sofrer’

'Eu realmente me arrependo de não falar sobre isso. Não é uma fraqueza. Fraqueza é ter um problema e não reconhecê-lo', disse o príncipe em evento

O príncipe Harry, do Reino Unido, disse se arrepender de não ter falado antes sobre o impacto da morte da mãe, Diana. Lady Di morreu em um acidente de carro em Paris em 1997, quando Harry tinha 12 anos e seu irmão, o príncipe William, 15. Agora com 31 anos, Harry, que é o quinto na linha de sucessão ao trono britânico, disse que não havia discutido a morte de sua mãe até três anos atrás. “Eu realmente me arrependo de não falar sobre isso”, disse à BBC. “Nos meus primeiros 28 anos de vida, eu nunca falei sobre isso.”

LEIA TAMBÉM:
Príncipe Harry é pedido em casamento por menina de 6 anos
Príncipe Harry, danadinho, é flagrado com cantora Ellie Goulding
Harry, sobre Diana: ‘Tenho certeza de que ela torce para que eu tenha filhos’

Harry, neto da rainha Elizabeth, falou à BBC na semana passada, em um evento que promoveu para uma instituição de apoio a pessoas com doença mental. Participaram do evento personalidades como o ex-jogador de futebol inglês Rio Ferdinand e a atleta olímpica Kelly Holmes.

“É OK sofrer, contanto que você fale sobre isso. Não é uma fraqueza. Fraqueza é ter um problema e não reconhecê-lo e não resolvê-lo”, falou. “Eu acho que a principal mensagem aqui é que todos podem sofrer de problemas de saúde mental, seja você um membro ou não da família real, seja você um soldado ou uma estrela do esporte”, disse Harry, ex-oficial do Exército que serviu no Afeganistão.

(Com agência Reuters)