Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Porsche super-psicodélico de Janis Joplin vai a leilão

Janis Joplin pode ter pedido uma Mercedes na famosa música cantada por ela a capella, em 1970, mas o carro que a cantora tinha era um Porsche, para lá de psicodélico, que vai agora a leilão. Janis comprou o Porsche 356c 1600 Cabriolet, de 1965, em 1968, mas achou um tédio a sua cor branca e pediu a um amigo que o pintasse como um mural caleidoscópico. O carro, que pelas estimativas da casa de leilões RM Sotheby’s, em Nova York, pode atingir um valor superior a 400 000 dólares (1,5 milhão de reais), acabou coberto de borboletas, águas-vivas e um retrato de Janis e sua banda, The Big Brother and the Holding Company. O leilão está marcado para dezembro.

LEIA TAMBÉM:

Amy Adams vai viver Janis Joplin no cinema

Janis Joplin recebe estrela póstuma na Calçada da Fama

Cultura & comportamento nos anos 1970

“Janis dirigia o carro por toda parte, por toda San Francisco e até Los Angeles, quando estava gravando lá”, disse sua irmã e biógrafa, Laura Joplin. “Onde quer que Janis fosse com o carro, os fãs a reconheciam. Quando estacionava, na volta havia sempre pelo menos um bilhete sob os limpadores de parabrisa.”

Janis Joplin morreu de overdose de heroína aos 27 anos, em 4 de outubro de 1970, três dias depois de gravar a canção Mercedes Benz, em que cantava, “Oh, Senhor, por que não me compra uma Mercedes Benz? Meus amigos todos dirigem Porsches, eu preciso compensar”.

Após sua morte, o carro foi usado pelo empresário de Janis. O Porsche foi restaurado no início de 1990 e tem ficado em exposição no Hall of Fame no Museu do Rock and Roll, em Cleveland, desde 1995. A família de Janis agora decidiu leiloar o veículo.

(Com agência Reuters)