Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PM interrompe espetáculo e prende ator em Santos

Peça 'Blitz' critica os abusos policiais e mortes envolvendo a Polícia Militar

A Polícia Militar interrompeu o espetáculo Blitz – O Império que Nunca Dorme, da companhia Trupe Olho da Rua, na tarde de domingo, 30, e levou um de seus atores para o 1° DP da cidade de Santos, litoral de São Paulo.

De acordo com Raquel Rollo, produtora e atriz, policiais militares interromperam a apresentação, apreenderam material de produção, como som e cenário utilizados e algemaram um dos atores. No meio da confusão, o ator Caio Martinez Pacheco foi detido e obrigado a prestar depoimento sobre a peça.

Em nota, o comando do Policiamento da Baixada Santista afirma que requisitou os registros documentais da ocorrência e analisará a conduta dos policiais militares.

No Facebook, o ator se manifestou no fim do dia. “Fui solto agora, desobediência, resistência e desrespeito com os símbolos nacionais. O Fascismo é uma cadela que está sempre no cio”, disse, citando o escritor alemão  Bertolt Brecht.

A peça Blitz, que tem apoio do Governo do Estado por meio da Ação Cultural (ProAC), critica os abusos policiais e mortes envolvendo a Polícia Militar.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Reclamam da ação do Estado, mas não tem competência para alugar um teatro e ganhar a vida com a bilheteria então precisam arranjar uma “boquinha” estatal para mostrar sua “arte”.

    Curtir

  2. E a Veja, parcial como ela só, não se dá o trabalho de detalhar o lixo que era encenado e que provocou a justa ação policial. Força Brasil. Bolsonaro 2018!

    Curtir

  3. Marcos Borkowski

    Parabéns ao policiais pelo bom exemplo dado, continuem nessa linha que a sociedade do bem agradece!

    Curtir

  4. PARABÉNS À PM!!! RESPEITO ACIMA DE TUDO!!

    Curtir

  5. Da-lhe PM, cansamos desta facínora obra esquerdista, que o esquerdismo morra…”DIREITAS” já!

    Curtir