Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelé propõe ‘Pelezinho’ como mascote informal da Copa de 2014

São Paulo, 27 jun (EFE).- Pelé propôs nesta quarta-feira que o personagem de histórias em quadrinhos ‘Pelezinho’, inspirado nele próprio, seja considerado o mascote ‘informal’ da Copa do Mundo de 2014.

‘Hoje tudo que se respira é futebol. Temos a Copa do Mundo, a Copa das Confederações, etc… O Pelezinho serve como mascote da Copa no Brasil de maneira informal’, assinalou Pelé em entrevista coletiva junto ao cartunista Mauricio de Souza, criador do personagem.

O ex-jogador disse que a proposta de ‘Pelezinho’ como mascote oficial da próxima Copa foi apresentada à Fifa, mas os estatutos do organismo impedem que esse tipo de símbolo seja inspirado em pessoas vivas.

A revista ‘Pelezinho’, que saiu de circulação há 20 anos, foi relançada nesta quarta-feira no Museu do Futebol por Pelé e Mauricio de Souza, que adiantou que já está trabalhando para criar o personagem ‘Neymarzinho’, inspirado em Neymar.

‘Eu acredito muito em uma boa atuação de Neymar na Copa e ele pode se transformar no novo ‘Pelezinho”, destacou o cartunista.

Sobre o personagem inspirado em Ronaldinho Gaúcho, que faz parte da série ‘Turma da Mônica’, o autor disse que os problemas extra-campo do jogador não devem ser refletidos na história em quadrinhos.

‘Espero que ele se resolva, porque tem cabeça para isso e está jogando bem, mas o personagem tem vida própria e nem sempre reflete a realidade de quem o inspirou’, apontou o cartunista, que também trabalha na criação de outra HQ inspirada nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.

Pelé pediu a Mauricio de Souza para criar um personagem inspirado em um goleiro, uma posição que considerou ‘ingrata’ e na qual jogou seu filho Edinho. Chegou a propor como nome de inspiração o de Rogeiro Ceni, goleiro do São Paulo.

O ‘Rei do futebol’ também falou sobre a final da Taça Libertadores, disputada nesta quarta-feira entre Boca Juniors e Corinthians. ‘Sou brasileiro e o Corinthians já me deu muitas alegrias’, declarou Pelé sobre sua torcida pela equipe paulista, apesar de ser uma das grandes rivais do Santos. EFE